Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Uma operação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Foz do Iguaçu, no Oeste do estado, prendeu nesta quinta-feira (4), dez pessoas acusadas de integrar uma quadrilha especializada em roubo de cargas. No Paraná, quatro suspeitos foram detidos em Francisco Beltrão, na região Sudoeste.

A ação organizada pelo Ministério Público (MP), batizada de "Operação Satélite", cumpriu 19 mandados de prisão e 20 de busca e apreensão em três estados. Além das prisões no Paraná, outras seis pessoas foram detidas nas cidades de Jabuticabal, em São Paulo, e Joinville, em Santa Catarina.

A quadrilha já era investigada há mais de seis meses, segundo o Gaeco. As autoridades informaram que, para contratar o serviço de transporte de mercadorias, os suspeitos fingiam ser comerciantes, agentes de frete e caminhoneiros. Depois, eles simulavam o roubo das cargas e revendiam os produtos por aproximadamente 30% do valor real. Para finalizar o golpe, os integrantes da quadrilha ainda são acusados de corromper policiais para que eles registrassem os boletins de ocorrência que tratavam dos supostos roubos.

De acordo com o MP, o grupo desviou cerca de R$ 3 milhões em cargas. Deste total, R$ 2 milhões foram recuperados depois das prisões realizadas nesta quinta. O Gaeco vai seguir com as investigações para tentar localizar mais pessoas que podem estar envolvidas com o esquema irregular.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]