Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Policiais da Delegacia de São José dos Pinhais, região metropolitana, prenderam, na manhã desta quinta-feira (18), Eduardo da Rocha, de 36 anos, acusado de ter matado a própria mãe a facadas. Segundo a polícia, Rocha foi localizado no município de Cerro Azul, também na região metropolitana, para onde havia fugido logo após o crime.

O delegado Richard Alain Lolli , responsável pelas investigações, disse que o acusado confessou o homicídio e revelou que matou a própria mãe Maria Cecília de Farias, de 65 anos, porque ela teria vendido um imóvel que pertencia a ele.

O crime foi cometido no dia 12 de novembro. Em depoimento, Rocha disse à polícia que atingiu a mãe com golpes dados com uma panela, quando ela estava deitada no sofá, assistindo televisão. Em seguida, ele teria pegado uma faca e esfaqueado a mulher. O acusado teria arrastado o corpo da vítima até a cozinha, onde teria voltado a esfaqueá-la. "Foi um crime bárbaro, porque ele não deu qualquer possibilidade à vítima para se defender. Ele será indiciado por homicídio duplamente qualificado: por motivo torpe e sem chance de defesa", disse o delegado.

Fuga

Depois de ter matado a mãe, Rocha pegou o carro da família – um Palio – e dirigiu até Curitiba. O veículo foi abandonado em uma rua da capital, quando o combustível acabou. Em seguida, o acusado teria fugido para Cerro Azul, onde ficou escondido até ser descoberto.

De acordo com a polícia, a vítima já havia registrado diversos boletins de ocorrência contra o filho, por causa de constantes agressões sofridas por ela. Segundo o delegado, Rocha disse ser usuário de crack e de cocaína. O acusado também já esteve internado em clínica psiquiátrica.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]