i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Curitiba

Homem é preso por atear fogo na casa ex-mulher

Filho do casal, de cinco anos, estava dentro da residência com a mãe; acusado diz que só queria a esposa de volta

  • PorPatricia Pereira
  • 22/03/2013 17:31
Suspeito afirma que queria dar um susto na mulher para tê-la de volta | Patricia Pereira / Agência de Notícias Gazeta do Povo
Suspeito afirma que queria dar um susto na mulher para tê-la de volta| Foto: Patricia Pereira / Agência de Notícias Gazeta do Povo
  • Ao comprar gasolina, suspeito disse ao frentista que iria matar a mulher

Foi preso, na manhã desta sexta-feira (22), um homem que é suspeito de atear fogo em uma casa onde estavam a ex-mulher e o filho do casal, de cinco anos. Sérgio Miguel Alves, 46 anos, confessou o crime e disse que queria apenas "dar um susto" para a mulher voltar para ele.

Na início da madrugada, Alves foi até um posto de combustíveis, na Rua Mateus Leme, no Abranches, onde comprou gasolina, que foi colocada em uma garrafa pet e uma de vidro. Ao frentista do posto, ele disse que iria matar a mulher.

O acusado colocou tecido nos gargalos das garrafas, ateou fogo, e as jogou na residência, que fica na Rua Lucia Dechandt. Houve um princípio de incêndio, que foi contido rapidamente por vizinhos. A residência é alugada e fica nos fundos do local onde reside a proprietária. Foi ela quem chamou a polícia.

Conforme o delegado Vinícius de Carvalho, o Alves tinha tentado invadir a casa da ex-mulher diversas vezes na mesma noite. "Ele bateu o próprio carro no portão para tentar entrar", contou.

Depois de cometer o crime, ele começou a ligar para a mulher e fazer ameaças, segundo o delegado. Alves foi preso na casa dele, em Almirante Tamandaré, na região metropolitana.

O suspeito reconhece o erro e diz que cometeu o crime porque tinha bebido. "Eu fiz isso porque estava bêbado, eu não queria matar minha mulher, eu quero ela de volta, eu amo minha mulher", disse. Alves contou que descobriu que a mulher estava no Facebook e por isso ficou com ciúme.

Alves e a mulher foram casados por 22 anos e se separaram havia um mês, depois que ela descobriu uma traição, que ele nega. O casal tem três filhos. Além do menino de cinco, outros de 20 e 22 anos. "Eu dou de tudo pra minha mulher, eu que pago o carro dela, no fundo eu sei que ela gosta de mim", declarou. Ele foi autuado por tentativa de homicídio.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.