ATUALIZAÇÃO EM 25/04/2019: O Hospital Universitário Cajuru não oferece mais o serviço do Centro de Tratamento de Feridas.

O primeiro Centro de Tratamento de Feridas (CTF) do Paraná, localizado no Pronto Atendimento (PA) do Hospital Universitário Cajuru, foi inaugurado ontem e deverá tratar feridas consideradas agudas e crônicas. Dezesseis profissionais da área de enfermagem compõem a equipe, com estimativa de atender 7 ou 8 pacientes por dia.

Entre os pacientes-alvo do CTF estão os diabéticos que têm o chamado "pé diabético" (lesões cutâneas profundas e de difícil tratamento localizadas nos pés), os que possuem úlceras venosas (formadas por má circulação), feridas pós-cirúrgicas, úlceras de pressão ou escaras (formadas pela longa permanência do paciente no leito). "São feridas que exigem tratamento mais adequado", explica a enfermeira Bernadete Olesczuk, coordenadora do CTF.

Num primeiro momento o centro atenderá pacientes internos e externos, particulares ou que possuam convênio. Os pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) que estão internados no hospital poderão receber tratamento, mas os pacientes do SUS externos ao hospital vão ter de esperar.

Em relação aos convênios médicos também será necessária uma negociação. "Todos os convênios cobrem este tipo de serviço para pacientes internados, mas por enquanto nenhum cobre tratamento ambulatorial", explica Bernadete. Para tentar contornar este problemas, os preços dos procedimentos devem ser baixos, afirma Bernadete.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]