Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Suspeitos também estavam em posse de armas, drogas e munições | RafaelNeves/Gazeta do Povo
Suspeitos também estavam em posse de armas, drogas e munições| Foto: RafaelNeves/Gazeta do Povo

Um rapaz de 18 anos foi libertado de um cativeiro em Guaratuba, no litoral do Paraná, após passar cerca de 60 horas em poder de sequestradores que o raptaram em Irati, no Centro-sul do estado. Agentes do Tático Integrado de Grupos de Repressão Especial (Tigre) resgataram o jovem, ileso, na madrugada desta terça-feira (17). Dois homens foram presos e um terceiro está foragido.

O sequestro aconteceu em Irati no final da tarde do último sábado. De acordo com a polícia, o rapaz voltava do trabalho quando foi raptado. No dia seguinte, os sequestradores teriam feito contato telefônico com o pai da vítima, um empresário, e exigido R$ 600 mil. Durante as investigações, os policiais descobriram que o jovem havia sido levado para um cativeiro em Guaratuba.

De acordo com Sivanei Gomes, delegado titular do Tigre, o jovem foi mantido neste local com as mãos amarradas enquanto esteve preso. "Quando chegamos ao cativeiro, apenas um dos criminosos estava guardando o refém. Prendemos o sequestrador, identificamos os outros dois participantes e soubemos que já tinham voltado para Irati", declarou. Jean Carlos Bedin, de 21 anos, foi preso em flagrante.

Em Irati, já com mandados de prisão, encontraram um dos suspeitos, em uma casa, onde havia armas e drogas. Com Diego Machado, de 22 anos, foram apreendidos 1,3 kg de cocaína, 480g de crack, três armas de fogo e munições. O terceiro envolvido, Jorge Luiz Ivasko, de 33 anos, não foi encontrado e está sendo procurado pela polícia. O rapaz sequestrado não sofreu ferimentos.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]