Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O juiz Ulysses Louzada, da 1ª Vara Criminal de Santa Maria (RS), decidiu dividir em dois o processo que apura as responsabilidades pelo incêndio da boate Kiss, que matou 242 pessoas no final de janeiro. Os dois sócios da casa noturnas e dois músicos da banda Gurizada Fandangueira vão responder por homicídio doloso, conforme a denúncia do Ministério Público. As audiências com vítimas e testemunhas começam no dia 26 de junho. Em processo separado, outras duas pessoas são acusadas por falso testemunho e dois bombeiros, por fraude processual. Nesse último caso, a instrução é mais simples, baseada essencialmente em provas documentais, e a sentença poderá ser definida com maior celeridade.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]