i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
oeste do PR

Justiça obriga governo do Paraná a receber presos da Polícia Federal

Ação civil pública foi movida pelo Ministério Público Federal, que denuncia o excesso de presos na Delegacia da Polícia Federal em Foz do Iguaçu

  • PorGazeta do Povo
  • 28/06/2013 18:36

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) determinou que as penitenciárias estaduais do Paraná recebam os presos da Polícia Federal de Foz do Iguaçu, no Oeste do estado. A ação civil pública foi movida pelo Ministério Público Federal (MPF), que denuncia o excesso de presos na Delegacia da Polícia Federal daquele município. De acordo com o MPF, a delegacia, que tem capacidade máxima para 14 presos, registra aproximadamente 200 detentos.

O Governo do Paraná havia recorrido ao TRF alegando que a União não repassa verbas para o sustento dos presos da Justiça Federal absorvidos no sistema penitenciário estadual. O estado argumenta que a lei que previa este tipo de colaboração da União perdeu sua aplicabilidade após a construção do presídio federal de Catanduvas, no oeste do estado.

Para o desembargador federal Fernando Quadros da Silva, relator do caso, a situação é transitória e a falta de verbas não pode servir de argumento. Ele explicou que a existência de um presídio federal não invalida a colaboração da União para o sustento dos presos da Justiça Federal. "Tais estabelecimentos não se caracterizam, propriamente, como casas prisionais da União, pois destinados ao acolhimento de presos advindos de qualquer lugar do país, seja por força de decisões da Justiça Federal ou das Justiças estaduais", afirmou Silva em nota divulgada pelo TRF4 nesta sexta-feira.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.