Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Laudo pericial feito por técnicos da Justiça do Trabalho mostra que os ex-funcionários da Eli Lilly, multinacional norte-americana do setor químico, que trabalhavam na fábrica em Cosmópolis (SP) foram expostos a emissões de vapores e gases do solo contaminado com substâncias tóxicas e metais pesados. Durante 12 anos (de 1977 a 2003), a empresa manipulou no local produtos químicos usados na produção de agrotóxicos, produtos veterinários e medicamentos e enterrou ilegalmente os resíduos em valas e poços abertos no próprio terreno.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]