Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
 | /
| Foto: /

A morte de um ente querido representa angústia e dor para qualquer pessoa. Para os muçulmanos, esse momento deve ser vivenciado com calma, equilíbrio, simplicidade e discrição. “O choro deve ser comedido, sem escândalos. As lamentações não devem existir. Porque a nossa vida e morte estão nas mãos de quem nos criou”, explica o vice-presidente da Sociedade Beneficente Muçulmana de Ponta Grossa, Mohamad Adbull Aziz.

Quando se recebe a notícia da morte de alguém, a comunidade se concentra em cuidar do corpo e se dedica às súplicas, orações em que se pede a Deus misericórdia para o falecido. A religião prega que os parentes paguem todas as dívidas deixadas pela pessoa.

Levado aos cuidados da comunidade islâmica da cidade, o corpo recebe três banhos em uma sala mortuária na própria mesquita: o primeiro para tirar as impurezas, o segundo é canforado, com ervas, e o último apenas com água pura. Os cuidados ficam sob a responsabilidade dos familiares, que devem ser do mesmo sexo que o morto. Cônjuges também podem participar desse rito.

Após os banhos, o corpo é envolto em até três mortalhas brancas, sem costura, que podem ser perfumadas com incenso. Depois é encaminhado para o velório. O falecido deve ficar posicionado com os pés na direção de Meca, cidade na Arábia Saudita que é sagrada para os muçulmanos. “Esse velório não deve ser longo, para diminuir inclusive o sofrimento de todos”, diz o vice-presidente da Sociedade. Um imam (líder espiritual) recita súplicas e pede a Deus absolvição e bênçãos. Há, inclusive, orações específicas para o momento do funeral, como a Surata al-Fatiha – trecho do Alcorão.

Para o enterro, os corpos ficam envoltos nas mortalhas e são colocados diretamente na terra, sem caixão. Pode-se colocar alguma tampa de cimento, por exemplo, para evitar que a terra caia sobre o corpo e fecha-se a sepultura. Em cima do túmulo das mulheres, é recomendável que se coloque também um pano branco.

A religião ensina que os jazigos não devem ter muitos ornamentos. Nos cemitérios muçulmanos, todos são enterrados da mesma forma, com muita simplicidade, sem diferenciações. Pode-se colocar flores sobre as sepulturas, mas não se constrói mausoléu ou algum outro tipo de monumento. A atitude de evitar ostentações no momento da morte segue a crença de que nenhum bem material é mais importante do que as atitudes em vida. “Para Alá, o mais importante não é o mais poderoso. É o temente”, explica Adbull Aziz.

O cemitério é visto como um ambiente provisório. Uma das orações tradicionais nas visitas aos cemitérios diz: “a paz esteja convosco, ó crentes e muçulmanos que morais aqui; nós estaremos, se Deus quiser, reunidos convosco. Rogamos a Deus a nós e a vós conceda bem-estar”. O cemitério muçulmano de Ponta Grossa tem 20 pessoas enterradas.

Dias após a morte, os familiares podem promover leituras do Alcorão, nas casas, nas mesquitas – no local que preferirem. Essas orações também devem seguir a recomendação de simplicidade, com reuniões discretas. Outro costume das famílias no período de luto é realizar doações para comunidades carentes.

Lista de falecimentos - 12/09/2015

Albino Vertulin, 75 anos. Profissão: comerciante. Filiação: Eugênio Vertulin e Olnda Vertulin. Sepultamento ontem.

Allifer Santos de Paula, 21 anos. Profissão: operador(a) máquinas. Filiação: Gilmar Pereira de Paula e Milena Gonçalves dos Santos. Sepultamento ontem.

Carlos Bento Ribeiro de Lima, 54 anos. Profissão: auxiliar. Filiação: Agostinho Ribeiro de Lima e Esmendia de Souza Lima. Sepultamento ontem.

Carmélia Gonçalves Ribeiro, 67 anos. Profissão: do lar. Filiação: Felisbino Luiz de Oliveira e Francelina Tobias de Oliveira. Sepultamento ontem.

Chloe Therezinha Azevedo Marques, 85 anos. Profissão: funcionário público estadual. Filiação: Aurélio de Azevedo e Marina Viana Azevedo. Sepultamento hoje, em local a definir, saindo da Capela Municipal São Francisco de Paula - Cap. 02 São Francisco de Paula.

Eustathia Collia de Lima, 87 anos. Profissão: do lar. Filiação: Georgeos Kolhas e Paraskevi Kolhas. Sepultamento hoje, no Cemitério Municipal do Água Verde, saindo de São Savas - Ortodoxa Grega- Bom Retiro- Curitiba -PR.

Everton Teixeira Polonio, 20 anos. Profissão: jardineiro. Filiação: Sidnei Cilabio Polonio e Débora Domingues Teixeira. Sepultamento ontem.

Galantina Pilatti Rinaldi, 95 anos. Profissão: do lar. Filiação: Francisco Pilatti e Lúcia Brusamolin Pilatti. Sepultamento hoje, no Cemitério Municipal São Francisco de Paula, saindo da Capela Vaticano - Turquesa.

Gelson Pires de Morais, 68 anos. Profissão: serralheiro. Filiação: Donato Pires de Morais e Maria Soares de Morais. Sepultamento hoje, Universal Necrópole Ecumênica Vertical, saindo de Vertical.

Iracilda Silva Sertorio, 80 anos. Profissão: do lar. Filiação: Elesbao Paulo da Silva e Maria Júlia da Silva. Sepultamento ontem.

Izaque de Faria dos Santos, 26 anos. Profissão: segurança. Filiação: Antônio Padilha dos Santos e Terezinha de Faria Brásílio dos Santos. Sepultamento ontem.

Jailson José da Silva, 49 anos. Profissão: cobrador de ônibus. Filiação: Eduardo José da Silva e Dinaura Maria da Silva. Sepultamento ontem.

Jovina Pinheiro Leoplinio, 73 anos. Profissão: do lar. Filiação: Antônio Pinheiro e Antônia Rosa da Silva. Sepultamento hoje, Cemitério Jardim da Colina (Colombo), saindo de Igreja Assembleia de Deus -- Prado Velho.

Kelli Cristina Jarosczevski, 16 anos. Profissão: estudante. Filiação: Luciana Jarosczevski. Sepultamento hoje, Crematório Vaticano, saindo de Protestante.

Lais Fernanda Dias, 22 anos. Profissão: estudante. Filiação: Luiz Itele Dias e Valdireni Pepi. Sepultamento hoje, no Cemitério Parque Iguaçu.

Leônidas Barbosa, 73 anos. Profissão: comerciante. Filiação: Avelino Barbosa e Emília Rigone Barbosa. Sepultamento ontem.

Luís Fernando de Jesus, 47 anos. Profissão: cozinheiro(a). Filiação: Dalma Alice de Jesus. Sepultamento hoje, em local a definir, saindo da Capela Municipal de Arapongas -PR.

Luiz Rompkowski, 83 anos. Profissão: agricultor. Filiação: José Rompkowski e Helena Rompkowski. Sepultamento hoje, no Cemitério Paroquial Colônia Orleans, saindo da Capela Mortuária Paroquial do Orleans.

Luzia Rodrigues, 79 anos. Profissão: do lar. Filiação: Antônio Rodrigues de Carvalho e Izaura Maria de Jesus. Sepultamento hoje, no Cemitério Municipal do Água Verde, saindo de residência.

Manoel Pereira da Silva, 56 anos. Profissão: autônomo. Filiação: Aloncio Pereira da Silva e Eurisina Conrada dos Santos. Sepultamento hoje, no Cemitério Paroquial Colônia Orleans, saindo da Capela Mortuária Paroquial do Orleans.

Maria Lopes da Rosa, 72 anos. Profissão: do lar. Filiação: Carlito Lopes de Almeida e Ernestina Lopes de Almeida. Sepultamento hoje, Universal Necrópole Ecumênica Vertical, saindo de Vertical.

Maria de Lourdes Santos, 67 anos. Profissão: doméstica. Filiação: Colaca Alves de Jesus Santos. Sepultamento ontem.

Marilu Gandin, 63 anos. Profissão: do lar. Filiação: Francisco Possiedi e Olivia Possiedi. Sepultamento hoje, no Cemitério Municipal São Francisco de Paula, saindo da Capela Municipal São Francisco de Paula - Cap. 03 do São Francisco de Paula.

Maurício Ds Santos, 47 anos. Profissão: jardineiro. Filiação: Amadeu dos Santos e Petronilha Castro dos Santos. Sepultamento ontem.

Nelson Santos Ribas, 64 anos. Profissão: técnico. Filiação: Tharcilio Santos Ribas e Augusta Camilli Ribas. Sepultamento ontem.

Nilton Schwarzbach, 70 anos. Filiação: Nestor Schwarzbach e Zuli Clarice Schwarzbach. Sepultamento hoje, Comuna Evangélica Luterana, saindo da Capela Vaticano - Esmeralda.

Odilo Mendes, 76 anos. Profissão: lavrador. Filiação: João Diolindo Mendes e Ana Gonçalves Castilho. Sepultamento hoje, no Cemitério Paroquial de Umbará, saindo de Sal da Terra- Pinheirinho -Curitiba -PR.

Paulino Graciano, 73 anos. Profissão: mecânico. Filiação: Olímpio Graciano e Valentina Padilha. Sepultamento ontem.

Rosa Goch dos Santos, 79 anos. Profissão: do lar. Filiação: Pedro Goch e Maria Iskiersk Goch. Sepultamento hoje, no Cemitério Paroquial Colônia Orleans, saindo de Paroquial Orleans.

Sarah de Souza Camargo, 69 anos. Profissão: do lar. Filiação: Avelino Antônio de Souza e Olinda Borges Costa de Souza. Sepultamento hoje, no Cemitério Parque das Araucárias (Colombo), saindo da Capela Frei Miguel - Cic - Curitiba-PR.

Selvina Francisca dos Santos, 71 anos. Profissão: do lar. Filiação: Pedro dos Santos e Anair Marcelina de Oliveira. Sepultamento hoje, Universal Necrópole Ecumênica Vertical, saindo de Igreja Assembleia de Deus em Pinhais.

Sônia Mara Brites, 58 anos. Profissão: artesão(ã). Filiação: Orfilio Brites e Nadir Weckwerth. Sepultamento hoje, no Cemitério Municipal São Francisco de Paula, saindo da Capela Municipal São Francisco de Paula - Capela 01 Municipal São Francisco de Paula.

Waldemar Scheer, 81 anos. Filiação: Jorge Scheer Filhos e Adelaide Scheer. Sepultamento ontem.

Zeferino Pereira, 84 anos. Profissão: alfaiate. Filiação: José Pereira e Maria Gonçalves Pereira. Sepultamento hoje, no Cemitério Parque Senhor do Bonfim (São José dos Pinhais), saindo da Capela Vaticano - Jade.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]