i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
não letal

Máquina de choque não precisa de autorização para ser usada

Por outro lado, as armas de choque, também conhecidas como tasers ou spark, têm venda controlada e só podem ser utilizadas por órgãos de segurança pública

  • PorVivian Faria, especial para a Gazeta do Povo
  • [01/08/2016] [18:45]

A história da adolescente curitibana que, na semana passada, evitou um assalto usando uma máquina de choque se espalhou por todo o país. Ao ser abordada por um assaltante dentro de um ônibus da linha Interbairros II, a jovem utilizou sua lanterna de choque e conseguiu render o suspeito, que foi preso pela Polícia Civil.

O caso foi na última terça-feira (29). Apesar dos apelos do criminoso, a polícia não prendeu ou tomou providências contra a jovem, porque a máquina de choque utilizada por ela - também conhecida como lanterna de choque - não é controlada como outros itens utilizados como arma.

De acordo com a assessoria de imprensa do Exército Brasileiro, “a máquina de choque convencional (lanterna de choque) não é um produto controlado (...). Já as pistolas Tasers e Spark, que lançam dardos, são Produtos Controlados pelo Exército (PCE), podendo ser adquiridas apenas por Órgãos de Segurança Pública (OSP)”.

Documento fiscal

Mas, mesmo sem controle, a origem do produto precisa ser detalhada caso autoridades indaguem o proprietário. Por isso, a orientação do delegado Vinícius Borges Martins, da Delegacia de Armas e Munições, é obter um documento fiscal para explicar a origem da máquina. “Normalmente, esse tipo de produto é comprado no Paraguai. Desde que haja procedência, não tem problema [comprar]”, afirma.

Segundo Martins, também entram nessa categoria pistolas de pressão ou armas do tipo airsoft, que podem representar um risco maior do que as máquinas de choque. “Essas armas ‘de brinquedo’ são muitas vezes usadas para cometer assaltos. A máquina de choque é mais um elemento de defesa. Você precisa estar muito perto da pessoa para utilizá-la”, diz.

O delegado explica ainda que o “porte de arma branca” não é uma contravenção, mesmo que se trate de objetos como facas. “A pessoa pode portar um facão? Claro que pode. O que não vai se permitir é entrar numa balada, por exemplo, com uma peixeira”, explica.

Produtos controlados

Enquanto as lanternas de choque tem comercialização e posse liberadas, alguns produtos inflamáveis e tóxicos são controlados pelo exército - e fiscalizados pelos exército e pelas delegacias de armas e munições.

A lista tem mais de 20 páginas, mas entre os produtos estão os sprays de pimenta. Segundo o exército, esse tipo de spray também tem uso restrito aos órgãos de segurança pública. Já sprays de gengibre, que causam efeito semelhante, estão liberados.

1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 1 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • Í

    Ítalo

    ± 0 minutos

    Já passou da hora desses burocratas liberarem, ao menos, o porte de armas de choque para as pessoas comuns.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]