i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Guaporema

Funcionários da prefeitura trabalham em obras particulares

Ministério Público está investigando o trabalho de servidores públicos em construções particulares. Prefeito diz que doação de mão de obra é permitida por lei municipal

  • PorJornal de Maringá, com informações da TV Imagem
  • 08/09/2009 16:43

Funcionários públicos fazem obras particulares a pedido do prefeito

Funcionários municipais da Prefeitura de Guaporema, no Noroeste do estado, que deveriam prestar serviços ao município estão trabalhando em obras particulares. Na quinta-feira (3), sete funcionários estavam trabalhando no telhado da casa de Aparecida Batista Pereira, mãe do vereador João Batista Pereira. Há pelo menos dois anos a prefeitura estaria emprestando servidores para serviços particulares.

Segundo a mãe do vereador, ela foi até o Paço Municipal e solicitou a mão de obra para a reforma. "Foi prometido para mim caso ele ganhasse a eleição", disse Aparecida. Na casa de Rubens Barquilha, que é funcionário público, também estão sendo realizadas obras. Ele foi dispensado do trabalho para construção da residência.

O prefeito José Roberto Catenassi não foi encontrado na cidade, mas disse que uma lei municipal aprovada em 2001, autoriza a prefeitura a prestar serviços a moradores de baixa renda. O Ministério Público já recebeu a denúncia e a prefeitura tem 10 dias para explicar o empréstimo dos servidores públicos para as obras particulares.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.