i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Campo Mourão

Jovem morre durante espera por atendimento em posto de saúde

Segundo testemunhas, atendimento à paciente em crise de bronquite asmática demorou mais de 40 minutos. Secretária de Saúde alega que não houve demora no socorro

  • PorTatiane Salvatico
  • [15/02/2013] [06:18]

Uma jovem de 21 anos morreu enquanto aguardava atendimento médico em um posto de saúde de Campo Mourão, na segunda-feira (11). De acordo com a RPC TV, Cristina Azevedo de Souza morreu 40 minutos depois de chegar a Unidade de Saúde 24 horas, o único aberto no município durante o feriado prolongado de Carnaval. Ela estava com crise de bronquite asmática.

Cristina estava trabalhando em uma lanchonete quando passou mal e foi levada por um colega para o atendimento médico. Outro colega de trabalho, identificado na reportagem como Valdecir, estava na unidade aguardando atendimento e contou que Cristina estava visivelmente com falta de ar. Mesmo assim, funcionários do local pediram para ela esperar, disse.

Luana Nascimento também estava na Unidade de Saúde contou à reportagem que autorizou uma funcionária a passar Cristina na frente na fila de espera. "Mas ela [a funcionária] disse que não. Disse que a moça poderia esperar." De acordo com a testemunha, o primeiro atendimento à Cristina demorou, pelo menos, 20 minutos. "Tinha enfermeiro e assistente de enfermeiro do lado, mas ninguém deu atenção."

Apesar dos relatos das pessoas que estavam no posto de saúde no dia em que Cristina Azevedo de Souza morreu, a Secretaria de Saúde de Campo Mourão negou que tenha havido demora no atendimento.

Patrícia Chandoha, secretária de Saúde, alegou que o tempo entre a chegada e a primeira medicação dada à jovem foi de oito minutos. "Foi o tempo de sair o paciente que estava no consultório e a doutora vir atendê-la."

Um parente de Cristina disse que a família está inconformada, especialmente porque nenhum dos funcionários da Unidade de Saúde 24 horas explicou o que aconteceu com a jovem. "Esse sofrimento que a gente está passando a gente não quer para ninguém."

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.