Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado

Tempo médio e valor da viagem por trecho

Saídas de Maringá

Maringá para Aracaju - 7h40 – R$ 423

Maringá – São Luis – 7h20 R$ 538

Maringá – Teresina – 7h20 R$ 590

Maringá – Maceió – 7h20 R$ 511

Maringá – São Paulo 1h10 - R$ 80

Saídas de Londrina

Londrina para Aracaju - 5h02 - R$ 310

Londrina – São Luís – 6h21 R$ 435

Londrina – Teresina – 8h20 R$ 435

Londrina – Maceió – 5h30 R$ 320

Londrina – São Paulo –0h38 R$ 56

Saídas de Foz do Iguaçu

Foz do Iguaçu – Aracaju -5h45 R$ 467

Foz do Iguaçu – São Luis – 8h17 R$ 476

Foz do Iguaçu – Teresina – 7h20 R$ 465

Foz do Iguaçu – Maceió - 5h40 – R$ 441

Foz do Iguaçu – São Paulo – 1h25 - R$ 121

Saídas de Curitiba

Curitiba – Aracaju – 4h12 – R$ 310

Curitiba – Teresina -4h36 – R$ 518

Curitiba – São Luís – 4h40 – R$ 438

Curitiba – Maceió – 4h43 – R$ 320

Curitiba – São Paulo – 0h47 -R$ 54

Dados da pesquisa Ligações Aéreas 2010 podem ser conferidos na íntegra no site do IBGE.

Maringá tem a passagem aérea mais cara do Paraná, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Levantamento referente a 2010, divulgado na terça-feira (21), mostra que os passageiros que embarcam no Aeroporto Silvio Name Júnior gastam, em média, R$ 353,61 por trecho.

Entre os locais pesquisados no Estado, o terminal maringaense tem a tarifa média mais cara do que o cobrado nos aeroportos internacionais de Foz do Iguaçu (R$327,83), Afonso Pena, em São José dos Pinhais (R$ 283,09), e o nacional José Richa Filho, em Londrina (R$ 274,09), o custo mais baixo da região Sul e entre os dez mais baratos do país. Os dados dos quatro aeroportos colocam o Paraná como o estado com custo médio de passagens aéreas mais baixo na região Sul do País.

Ao todo, a pesquisa levou em conta 76 cidades brasileiras, sendo que o custo médio mais em conta foi registrado no Aeroporto de Belo Horizonte (MG). As passagens aéreas que têm a capital mineira como origem custam, em média, R$ 186,23 por trecho.

Entre os custos mais baixos também estão São Paulo (SP), com R$ 209,24, e Rio de Janeiro (RJ), com R$ 209,32. Já a cidade mais cara é Tabatinga (AM), com preço médio de R$ 1.368,26.

Tempo de viagem

O tempo médio de viagem de quem embarca em Maringá é de 4 horas e 29 minutos, o mais demorado do estado. O tempo supera Foz do Iguaçu (4 horas e 24 minutos), Londrina (3 horas e 55 minutos) e São José dos Pinhais (2 horas e 53 minutos).

Já o aeroporto da região de Curitiba ficou atrás dos terminais de Salvador (2 horas e 36 minutos), Belo Horizonte (2 horas e 12 minutos), Rio de Janeiro (2 horas e 10 minutos), São Paulo (2 horas e 3 minutos) e Brasília (1 hora e 58 minutos). Nas demais capitais da Região Sul, a viagem dura, em média, 3 horas e 48 minutos partindo do terminal de Porto Alegre; e 3 horas e 52 minutos, de Florianópolis.

Diretor do aeroporto de Maringá contesta estudo do IBGE

O diretor do Aeroporto Silvio Name Júnior, Marcos Valêncio, questiona os dados divulgados pelo IBGE. "A interpretação científica é muito diferente da realidade", critica. Sobre os valores médios de tempo e custos apresentados por trecho pelo instituto e levantados em 2010, Valêncio defendeu que a pesquisa divulgada na terça-feira (21) deveria considerar os dados atualizados oferecidos pelas companhias áreas. "É só entrar em qualquer site e simular esses trechos para ver que os valores são diferentes do que foi divulgado por esta pesquisa."

Questionado sobre possíveis diferenças nas tarifas cobradas pelos terminais, o diretor do aeroporto maringaense explicou que as taxas são determinadas por órgãos como a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero).

A localização de Maringá em relação à Londrina, por exemplo, também não justificaria a diferença de tempo de voos apresentada no estudo do IBGE, segundo Valêncio. "É uma distância inferior a 100 quilômetros. Isso é uma diferença mínima para um avião."

No entanto, o técnico em informação estatística e geográfica do IBGE Marcos Melo lembra que a diferença apontada pelo estudo se justifica pela quantidade de voos oferecidos por trecho pelos terminais. "Se um aeroporto tem mais opções de voos diretos para um determinado destino, enquanto o outro oferece voos com escalas, é claro que o tempo médio de voo será diferente."

Terminais com mais voos oferecem trechos mais rápidos e baratos

A reportagem da Gazeta Maringá selecionou cinco destinos – Aracaju, São Luis, Teresina, Maceió e São Paulo – com saídas de Maringá, Londrina, Foz do Iguaçu e Curitiba, em um total de 20 trechos. Para a escolha dos destinos, a reportagem elegeu os quatro voos mais longos saindo de Maringá. São Paulo também foi escolhido como destino a ser analisado porque a cidade abrange 25% das rotas da aviação brasileira. Por esse motivo, São Paulo pode ser a principal escala dos passageiros maringaenses com os mais diferentes destinos aéreos.

Sobre o tempo de viagem, o estudo do IBGE aponta a dificuldade e a demora que passageiros de cidades menores enfrentam em todo o país. Enquanto um passageiro que sai de Maringá para Aracaju gasta em média 7h50 de viagem, o passageiro que sai de Londrina gasta 5h02, de Foz do Iguaçu 5h45 e de Curitiba 4h12. O mesmo voo custa R$ 423 saindo de Maringá, R$ 310 de Londrina, R$ 467 de Foz do Iguaçu e R$ 310 de Curitiba.

Entre os trechos analisados pela reportagem da Gazeta Maringá, o voo entre Foz do Iguaçu e Aracaju é o único com valor mais alto do que os saídos de Maringá. Segundo o IBGE, os valores médios do tempo e custo das viagens foram calculados a partir de todos os trechos oferecidos pelas companhias aéreas em 2010 nos aeroportos analisados.

De acordo com o técnico em informação estatística e geográfica do IBGE Marcos Melo, os dados mostram que os terminais que oferecem maior número de voos tendem a oferecer trechos mais baratos e rápidos. "Quanto melhor abastecido por rotas aéreas, maior a chance de opções de voos diretos. Sem escalas, o custo e o tempo diminuem automaticamente."

Melo explica que entre os aeroportos paranaenses analisados, o Aeroporto Silvio Name Júnior, em Maringá, e o Aeroporto Governador José Richa, em Londrina, recebem a mesma classificação pelo estudo por se tratar de terminais de médio porte. Já o Aeroporto Internacional Afonso Pena e o Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu são considerados de grande porte. "Existem vários critérios analisados. Mas para exemplificar, os grandes aeroportos se caracterizam por ter capacidade de receber aeronaves de grande porte e voos internacionais."

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]