Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Um dia após o homicídio de Altair Morelli Borghi, 64 anos, proprietário do restaurante Don Peponi, localizado na Rua Luiz Gama, na Zona 4 em Maringá, o autor dos disparos não havia sido preso. No entanto, de acordo com a Polícia Civil, o homem já foi identificado por funcionários do restaurante que presenciaram o crime.

Testemunhas disseram à polícia que o autor dos disparos era um motoboy que havia pedido emprego à vítima na quinta-feira (12). Ele já havia prestado serviços a Borghi anteriormente. Na manhã de sábado (14), o motoboy retornou ao restaurante para realizar entregas. Ao receber a primeira encomenda, por volta das 11h40, ele voltou ao interior do restaurante e efetuou pelo menos dois disparos que atingiram o peito de Borghi.

Em seguida, o autor dos disparos fugiu em uma motocicleta de cor e modelo não informados, com a placa coberta por um plástico preto. A vítima chegou a ser encaminhada por familiares a um hospital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu pouco tempo depois.

A polícia investiga o homicídio e diz acreditar que pode se tratar de um caso de vingança ou morte encomendada, por conta das características do crime.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]