Governo sanciona projeto de reajuste a professores da rede estadual

O governador Beto Richa (PSDB) sancionou nesta quarta-feira (29) o texto do projeto de lei que propõe reajuste salarial aos professores da rede estadual de ensino em duas parcelas, 6,66% retroativo a julho deste ano e 6,65% a ser pago a partir de outubro. Com a proposta, o reajuste acumulado em 2012, considerando a amortização da inflação de 5,1% concedida a todos os servidores em maio de 2012, chega aos 19,55% prometidos pelo governo à categoria em março deste ano.

Clique aqui para ler a reportagem completa.

Mais de 80 mil professores da rede estadual de ensino paralisaram as atividades nesta quinta-feira (30), em todo o Paraná, para pedir ao governador Beto Richa (PSDB) que implante a hora-atividade prevista na Lei Nacional do Piso do Magistério e viabilize um aumento salarial de 14,13% para os demais funcionários das escolas.

Segundo a unidade local do Sindicato dos Trabalhadores da Educação Pública do Paraná (APP- Sindicato), em Maringá e região cerca de 8 mil professores cruzaram os braços. Com isso, 20 mil alunos deverão ser afetados só no Município - na região, o número sobe para 40 mil.

A presidente da unidade maringaense do APP Sindicato, Vilma da Silva, explica que os representantes locais decidiram ir à Curitiba para participar da manifestação pelo Dia do Luto pela Educação do Paraná, a fim de reforçar as solicitações ao governador.

Por volta das 9 horas desta quarta-feira (30), Vilma disse que os professores estavam concentrados na Praça Santos Andrade para dar início à caminhada até o Palácio do Iguaçu, sede do governo estadual, no Centro Cívico de Curitiba.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]