| Daniel Castellano/Arquivo/Agência de Notícias Gazeta do Povo
| Foto: Daniel Castellano/Arquivo/Agência de Notícias Gazeta do Povo

Paraná é "pé-quente" nas loterias

Um levantamento da Caixa Econômica Federal aponta que o Paraná é uma das unidades da federação que mais faturou prêmios da Mega Sena ao longo da história do concurso. O estado é o quarto que mais ganhou, com 35 vencedores do prêmio máximo. Na Mega Sena da Virada de 2010 – que sorteou R$ 194 milhões: o maior prêmio pago até agora – havia dois paranaenses entre os quatro ganhadores. Neste ano, um Curitibano ganhou R$ 27 milhões em um dos sorteios.

Segundo o gerente-regional da Caixa, André Baú, a fama de "pé quente" do Paraná vem se intensificando. Entre julho e setembro deste ano, por exemplo, os prêmios pagos a apostadores curitibanos somam mais de R$ 70 milhões. A sorte dos paranaenses vai além dos prêmios maiores.

"Tem muito prêmio de R$ 2 milhões, de R$ 3 milhões, que saem para o Paraná, mas que acabam nem sendo divulgados na imprensa", afirmou Baú. "É hora de aproveitar a sorte e apostar", recomenda.

Pelo menos um sortudo vai começar 2013 com o gostinho de ser milionário. Para isso, ele precisará ter acertado, no dia 31 de dezembro de 2012, as seis dezenas sorteadas pela Mega da Virada. O prêmio pode chegar a R$ 230 milhões, o maior já pago por uma loteria brasileira. Os paranaenses que se animem, pois o estado tem fama de "pé-quente" – e as estatísticas comprovam a tese. O "problema" é: o que fazer com tanto dinheiro?

A fortuna imediata pode mexer com a cabeça de muita gente, segundo o gerente-regional da Caixa Econômica Federal, André Baú, que já entregou prêmios polpudos a muitos apostadores de Curitiba e região. "Com milhões de reais em mãos, de uma hora pra outra, a pessoa pode ficar meio piradona", brinca.

Não é para menos, se um apostador ganhar sozinho a bolada terá dinheiro suficiente para comprar mil casas de R$ 230 mil, cada uma. Se o vencedor gostar de carros, poderá adquirir dois mil modelos de luxo. Aplicado na poupança, o dinheiro pode render mais de R$ 800 mil por mês.

Apesar de parecer impossível, Baú garante que já viu ganhadores de bons prêmios ficarem pobres tempos depois. Um deles é um jardineiro que vivia no litoral do Paraná e que "torrou" uma bolada. "Ele não investiu. Comprou BMW, gastou com mulheres. Em dois anos, voltou ao patamar em que vivia antes", conta o gerente-regional.

Diversificação

Os novos milionários devem seguir um antigo – e eficaz – ditado popular: "não se deve pôr todos os ovos na mesma cesta". Para o vice-presidente do Instituto Brasileiro dos Executivos Financeiros do Paraná (Ibef-PR), Clecio Chiamulera, a palavra de ordem é diversificação. Ele aponta que há três tipos básicos de investimento: os seguros (que rendem menos, mas praticamente não oferecem risco), os moderados (com rendimento médio, mas com um pouco menos seguros) e os de alto risco (com bons rendimentos, mas que podem resultar em grandes perdas).

Chiamulera desenvolveu uma fórmula básica para o sortudo investir seus milhões e viver de forma confortável. Basta aplicar 40% do prêmio em investimentos seguros (como poupança ou fundos de renda fixa), 40% em investimentos conservadores (como imóveis e ativos) e 20% em aplicações de alto risco (como ações). "Este equilíbrio garante que a pessoa vai estar ganhando sempre", garante.

Os especialistas insistem que antes da "gastança" o novo milionário deve traçar um planejamento. Isso é essencial para a saúde financeira do sortudo. "Mas ele até pode se permitir a um ‘luxinho’, desde que não gaste, de cara, mais de 2% do valor do prêmio. Mas tem que investir logo. Deixar dinheiro parado não é uma boa", orienta o vice-presidente do IBEF.

Apostas

As apostas podem ser feitas até o dia 31 de dezembro e custam R$ 2. A probabilidade de acertar os seis números jogando uma única cartela é de uma chance em 50 milhões. Na Mega da Virada, caso ninguém acertar as seis dezenas, leva o prêmio os acertadores que fizeram a quina.

Desde outubro deste ano, a Caixa legalizou os populares "bolões". As apostas conjuntas são divididas em cotas e cada apostador fica com um comprovante. Caso ganhem o prêmio, cada um pode sacar o porcentual correspondente do prêmio, direto em uma agência da Caixa. As próprias lotéricas estão autorizadas a fazerem "bolões" e venderem as cotas. "O sistema é totalmente seguro. Não tem mais aquela coisa de um apostador que gerenciava o bolão sumir com o dinheiro", disse Baú.

Números

Na hora de fazer a "fezinha", cada um tem seu ritual para escolher os números. Anos de nascimento, datas especiais, números de casas. Há quem prefira combinar os algarismos, para tentar ampliar as chances. Mas se você considerar que alguns números têm sorte, pode apostar nas dezenas que mais saíram. Ao longo dos mais de 1,4 mil concursos da Mega Sena, os mais sorteados foram 04, 05, 33, 41, 43, 51 e 53. Por outro lado, os números mais azarões (que menos saíram) foram 09, 21, 22, 26, 46 e 45.

Edições anteriores da Mega da Virada

2009 – prêmio: R$ 144 milhões – dois ganhadores – Resultado: 49, 58, 40, 46, 10, 27

2010 – R$ 194 milhões – quatro ganhadores (dois do Paraná) – Resultado: 34, 10, 37, 50, 43, 02

2011 – R$ 177 milhões – cinco ganhadores – Resultado: 04, 36, 29, 55, 45, 03

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]