Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Vida e Cidadania
  3. Meio Ambiente
  4. Curitiba ganha mais uma área de proteção ambiental

Preservação

Curitiba ganha mais uma área de proteção ambiental

Nova Reserva Particular do Patrimônio Natural Municipal Bosque das Corujas fica no bairro Pilarzinho e tem um bosque com mais de cinco mil m² de floresta nativa; esta é a quinta reserva particular da cidade

  • Gazeta do Povo
Nova área de proteção, que fica no bairro Pilarzinho, tem mais de cinco mil m² de floresta nativa |
Nova área de proteção, que fica no bairro Pilarzinho, tem mais de cinco mil m² de floresta nativa
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

A capital paranaense ganhou mais uma Reserva Particular do Patrimônio Natural Municipal (RPPNM) nesta quarta-feira (16). A reserva Bosque das Corujas fica no bairro Pilarzinho e tem mais de cinco mil m² de floresta nativa. Com esta, Curitiba soma cinco áreas particulares de proteção ambiental, que juntas têm 34 mil m² de floresta nativa conservada.

A nova área oficializada foi adquirida no ano de 1975 pelo arquiteto Osvaldo Navaro Alvez, que há 32 anos mora no local. O proprietário recebeu do prefeito Luciano Ducci um certificado de reconhecimento da área.

Segundo Ducci, o objetivo da administração municipal é estimular que outros donos de áreas verdes transformem suas propriedades em RPPNMs. Uma das vantagens para os proprietários, segundo a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, além da preservação, é a redução – ou até isenção – do IPTU. Além disso, há a possibilidade de comercializar o potencial construtivo da área.

Há, em Curitiba, aproximadamente mil locais com potencial de se transformarem em RPPNMs. Outras 28 áreas estão em processo de se tornar reserva ambiental. A primeira delas foi criada em 2007, na área de preservação do Rio Cascatinha, na bacia do Barigui, e tem oito mil metros quadrados de floresta com araucária, além da mata ciliar.

Para que um espaço se torne uma reserva, é necessário apenas que ele tenha 60% de cobertura florestal. O proprietário deve enviar uma solicitação à Secretaria Municipal do Meio Ambiente. Após a oficialização da área, o imóvel continua sendo do proprietário.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE