i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
conferência

Bem-humorada, Dilma elogia texto consensual de Rio+20

Com relação ao texto final e as críticas que o documento recebeu, ela exaltou a vitória do multilateralismo e disse que o mérito do Brasil foi ter obtido um consenso possível

  • Poragência estado
  • 22/06/2012 16:45

Bem-humorada, a presidente Dilma Rousseff concedeu uma entrevista à imprensa antes da cerimônia de encerramento da Rio+20. Com relação ao texto final e as críticas que o documento recebeu, ela exaltou a vitória do multilateralismo e disse que o mérito do Brasil foi ter obtido um consenso possível.

Já com relação à questão de quem vai pagar a conta do desenvolvimento sustentável dos países pobres, que não consta no documento, Dilma colocou a culpa nos países ricos, dizendo que eles não quiseram assinar o parágrafo que tratava dos meios de implementação.

E ao falar da postura do secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, negada pelo próprio posteriormente, de dizer que o documento era pouco ambicioso, Dilma rebateu afirmando que não é papel do governo brasileiro fazer análise sobre o posicionamento de organismos internacionais.

Quando questionada sobre o fundo de 30 bilhões ao ano, que o Brasil e os países membros do G-77 tinham proposto para auxiliar o financiamento do desenvolvimento sustentável, a presidente respondeu que a questão deve ser introduzida na pauta de conferências futuras.

Ela revelou, entretanto, que o Brasil assumiu junto com a China o compromisso de investir US$ 6 milhões no programa da ONU de meio ambiente e outros US$ 10 milhões na África. Mas a presidente foi irônica ao dizer que a iniciativa ainda precisa ser aprovada e depende da lei brasileira.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.