i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
São Paulo

Motos terão que reduzir níveis de emissão de monóxido de carbono

Cetesb diz que elas poluem sete vezes mais do que os carros de passeio. Inspeção nas motos é em fevereiro, mas agendamento começa em janeiro

  • PorG1/Globo.com
  • 02/01/2009 10:47

O ano começa com regras mais rígidas para os fabricantes de motos. O objetivo é diminuir em pelo menos 50% os níveis de monóxido de carbono emitidos pelas motocicletas. No trânsito, elas levam vantagem sobre os carros e disparam quando o assunto é poluição.

Segundo o último relatório de qualidade do ar da Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb), uma moto emite sete vezes mais monóxido de carbono do que um carro. Tirar essa diferença foi um desafio para os fabricantes, já que agora em janeiro os padrões para a emissão de poluentes válidos para carros e motos vão se equiparar.

As motos terão que reduzir o nível de emissão de monóxido de carbono de 5,5g/km para 2 g/km. O gerente de fiscalização de veículos da Cetesb, Homero Carvalho, diz que a indústria de motocicletas adotou medidas para reduzir as emissões. Segundo ele, as motos não virão com carburador e terão injeção de combustível.

As motos mais antigas não têm toda essa tecnologia, mas se estiverem bem reguladas, poluem menos. Por isso, a partir deste ano, toda a frota de motocicletas da cidade deverá passar pelo programa de inspeção veicular da prefeitura. Ela é parecida com aquela realizada em veículos a diesel.

Agendamento

A fiscalização nas motos começa no dia primeiro de fevereiro, mas o agendamento já pode ser feito na próxima segunda-feira (5). Primeiro, o motorista precisa pagar a guia de licenciamento para depois agendar a inspeção por telefone ou pela internet. O valor do serviço será devolvido depois que o motorista for aprovado na inspeção. As vistorias serão feitas no Jaguaré e na Barra Funda, na Zona Oeste.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.