Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O movimento integralista tem longa tradição no Paraná. Além de concentrar alguns dos maiores grupos de militantes no século 20, o estado deu uma das mais importantes vitórias eleitorais da vida política de Plínio Salgado. Em 1955, quando se lançou como candidato à presidência da República, o líder maximo dos "camisas verdes" foi o mais votado em duas cidades do estado: Curitiba e Ponta Grossa. Ganhou de nomes de peso, como Juscelino Kubitschek, Adhemar de Barros e Joarez Távora.

O fenômeno já foi alvo de pesquisa de cientistas sociais. Adriano Codato, da Universidade Federal do Paraná, conta que orientou um trabalho da aluna Amanda Litzinger Gomes sobre o assunto. "O que conseguimos verificar é que foram os eleitores de Moisés Lupion que fizeram Plínio Salgado ser o mais votado em Curitiba", afirma o professor. Segundo ele, existe uma teoria de que a presença de alemães e italianos em Curitiba faria com que a população se aproximasse de ideais nazistas e fascistas, mas isso nunca ficou comprovado.

Quanto à volta dos integralistas hoje, Codato diz que isso se deve ao surgimento de uma "nova direita" no país, que tem relação direta com a ascenção política do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Há o que eu chamo de um preconceito de classe surgindo. É como se as pessoas não aceitassem ser governadas por alguém que saiu de uma classe social mais pobre", diz.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]