Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O Ministério Público Federal em Sorocaba, no interior de São Paulo, denunciou ontem um homem por usar a internet para difundir material com pornografia infantil. Ele é acusado de manter um site com fotografias e filmes contendo cenas de sexo explícito envolvendo crianças e adolescentes. Além de armazenar farto material de conteúdo pornográfico em seu computador, ele fazia intercâmbio com outros usuários da rede virtual. O acusado foi localizado após a quebra do sigilo de dados da internet, autorizada pela Justiça Federal.

A empresa informou os dados cadastrais do responsável pelo site e acessos realizados pelo seu titular, mas os dados fornecidos pelo acusado eram falsos. Foi necessária a quebra de sigilo do e-mail fornecido para acessar e atualizar o site, o que permitiu identificar o suspeito. O material foi apreendido no quarto do acusado durante busca autorizada pela Justiça, em abril deste ano.

A perícia indicou que o acusado compartilhava arquivos pela internet. Foram identificadas mensagens em que o acusado informava participar de fóruns e sites de pornografia. Ele admitiu ser o dono dos materiais apreendidos, mas negou a prática de crimes sexuais. Segundo ele, outras pessoas tinham acesso à rede de internet que estava em nome de sua mãe.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]