i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Mudanças na Constituição

“Nem Barack Obama assinou essa convenção contra o racismo”, diz deputado do Novo

  • PorGazeta do Povo
  • 10/12/2020 16:14
O deputado Marcel van Hattem, do Novo (RS).
O deputado Marcel van Hattem, do Novo (RS).| Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados

Após serem criticados por votar contra a adesão do Brasil à Convenção Interamericana contra o Racismo, a Discriminação Racial e Formas Correlatas de Intolerância, nesta quarta-feira (9), os deputados federais do Partido Novo se defenderam nas redes sociais.

Além de apontar a baixa aceitação do documento pelos países membros da Organização dos Estados Americanos (OEA) - apenas 5 dos 35 países -, os deputados citaram o risco da criação de cotas no Congresso para negros por via judicial e a mudança na Constituição por meio de emenda, de difícil alteração no futuro.

"Somos evidentemente contra o racismo, a discriminação racial e qualquer forma de intolerância", disse o deputado Marcel van Hattem (Novo-RS) antes de ressaltar que muitos países "não assinaram o documento por terem percebido falhas e a necessidade de aprimoramentos". "Dois importantes países não assinaram, Canadá e Estados Unidos. E os Estados Unidos na hora da assinatura era presidido por, ninguém mais ninguém menos, Barack Obama", afirmou.

Marcel van Hattem afirmou que a convenção impõe uma série de iniciativas preocupantes, como a possibilidade de ações afirmativas na escolha de deputados e senadores. "Nós acreditamos que estas candidaturas nas eleições precisam ser a partir da vontade individual das pessoas e não por meio de artifícios que, muitas vezes, não correspondem com a realidade", argumentou.

O Projeto de Decreto Legislativo (PDL) 861/2017, de autoria do deputado Orlando Silva (PCdoB-SP), segue agora para a apreciação do Senado. O texto da Convenção pode ser lido aqui.

7 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 7 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • P

    PastorRosevaldo

    11/12/2020 16:03:28

    Esse Van Hattem é um parlamentar de 1o. Mundo (e não digo isso por aspectos étnicos)... pena que esse tipo em nosso Congresso é "avis rara".

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • S

      Sid Santo

      11/12/2020 13:34:01

      Parabéns ao partido NOVO, postura exemplar e sóbria como sempre, independente do lado que as propostas são apresentadas.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • L

        Luiz Alves de Souza

        10/12/2020 21:03:41

        Percentual população negra no Brasil ---54% Eleitoras 79,1 milhoes ( 7,7 mi a mais que homens em 2020) Logo , a baixa representatividade desses dois segmentos da população na politica não é nem por racismo e nem por MISOGINIA.È por culpa deles mesmo.

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

        1 Respostas
        • W

          wilmar scoz

          10/12/2020 21:38:51

          Segundo o IBGE são apenas 9,7 de negros no Brasil. O resto é pardo e branco. Não confundir pardo com negro. Cotas é símbolo vergonhoso para um grupo. Pois representa a dependência, a facilidade por incompetência. Cada vez mais os negros estão dependendo dos brancos. Eles não conseguem conquistar, e sim bater o pé, choramingar e acusar os outros por sua própria incompetência. Querem ganhar as coisa facilmente, as custas de outros. As cotas são expressão do racismo do negros par com os brancos.

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

      • L

        Luiz

        10/12/2020 20:33:16

        É a ditadura das minorias vindo com tudo. "O Multiculturalismo" - Livro do Mathieu Bck-Coté decifra com maestria onde querem chegar essa turma do politicamente correto e seu igualitarismo identitário. Autoritarismo velado em prol de uma minoria raivosa e barulhenta. Haja vam Hattem para combatê-los, hein?

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

        • T

          TIAGO

          10/12/2020 20:26:05

          Um lei de um deputado do PCdoB foi pautada e as propostas do presidente são deixadas a caducar. Realmente o Maia tem prioridades... Quero saber nesse momento onde estão os detratores dos deputados do NOVO, que são adoradores do MBL e do Maia. Cadê vocês seus bando de meleca.

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

          • M

            Montenegro

            10/12/2020 19:41:51

            Parabéns aos Deputados Federais do partido Novo que agiram com responsabilidade. Quando a maioria da câmara federal, como sempre, fazendo demagogia de forma irresponsável, sem pensar no Brasil.

            Denunciar abuso

            A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

            Qual é o problema nesse comentário?

            Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

            Confira os Termos de Uso

            Fim dos comentários.