Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Veja a matéria do ParanáTV sobre a queda no número de transplantes de coração

A quantidade de cirurgias de transplante de coração no Paraná vem caindo. Em 2009, foram feitas 23 intervenções contra nove neste ano, até o mês de setembro. A situação é ainda mais difícil para as crianças, que têm mais restrições em relação ao órgão que vão receber. Segundo o telejornal ParanáTV 2ª Edição, da RPCTV, no estado, duas meninas, de 10 e 7 anos, estão na fila a espera de um novo coração.

Este é o caso de Laura Zanchettin, de 10 anos, que está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) há quatro meses e há um não sai do quarto. Os médicos já descartaram a possibilidade de outros procedimentos e do uso do marca-passo. A mãe de Laura, Marina Zanchettin, chega a fazer um apelo para que haja mais doações.

A outra criança que precisa do transplante, Crislaine Pereira, de 7 anos, está no mesmo hospital. A mãe da menina, Rosenilda Pereira, também sabe como a situação é difícil pela falta de doadores, ainda mais por ela ser pequena.

Uma criança só pode receber o coração de outra, com peso semelhante. A última cirurgia feita no Paraná e que obteve sucesso foi realizada há mais de um ano. Para o médico Fabio Sallum, que já fez 11 cirurgias desse tipo, há ainda mais obstáculos para esses pacientes, como a falta de comunicação dos hospitais. Schirlei Nascimento, coordenadora da Central de Transplantes, comenta que, em alguns casos, profissionais que não são favoráveis à doação, acabam não auxiliando junto às famílias.

O governo do estado deve lançar uma campanha para incentivar a doação de órgãos nesta terça-feira (19). A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) também quer conscientizar os médicos a aumentar o numero de cirurgias.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]