Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Vida e Cidadania
  3. O Paraná que ficou pela metade

centro cívico 60 anos

O Paraná que ficou pela metade

  • Rafael Waltrick
 |
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Os primeiros esboços do Centro Cívico de Curitiba nasceram das mãos da equipe coordenada pelo arquiteto curitibano – mas radicado no Rio – David Xavier de Azambuja. Em agosto de 1951, foi criada por lei a Comissão Especial das Obras do Centenário (CEOC), autarquia responsável por controlar custos, cronograma e execução dos serviços. O ritmo das obras, porém, foi muito mais lento do que o previsto. Logo ficou claro que não havia operários em número suficiente para atender as várias frentes, assim como materiais básicos como cimento e ferro. Nos anos seguintes vieram os golpes finais: em 1954 e 1955 duas fortes geadas atingiram os cafezais paranaenses, comprometendo o orçamento do estado e, consequentemente, as verbas que permitiriam a conclusão das obras do centenário.

INFOGRÁFICO: Confira os detalhes do projeto original do Centro Cívico

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE