Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Levantamento do Simepar indica que em boa parte do Paraná choveu mais de 100 milímetros (o que é bastante) do dia 8 ao dia 12 de outubro.  O destaque ficou com Palmas, com 215,6 mm. | Simepar/Divulgação
Levantamento do Simepar indica que em boa parte do Paraná choveu mais de 100 milímetros (o que é bastante) do dia 8 ao dia 12 de outubro. O destaque ficou com Palmas, com 215,6 mm.| Foto: Simepar/Divulgação

O Paraná irá trocar uma frente fria por outra. O fenômeno que ficou “estacionado” sobre o estado durante todo o feriadão – e causou chuvas e temporais desde quinta-feira (8) até esta terça-feira (13) – finalmente está se movimentando. Mas uma nova temporada de chuva se aproxima. A previsão é de que o tempo fique estável apenas na quarta (14) e na quinta-feira (15). Outra frente fria deve causar chuvas fortes no Paraná a partir de sexta-feira (16).

Chuva faz o Rio Negro transbordar no Sul do Paraná

A Defesa Civil teve que realocar 12 famílias; o rio está subindo dois centímetros por hora e já está 4,5 metros acima do nível normal.

Leia a matéria completa

De acordo com o meteorologista Tarcízio Valentim Costa, do Instituto Tecnológico Simepar, também devem ocorrer fortes rajadas de vento e há possibilidade de formação de granizo. Deve volta a esquentar no fim de semana e são previstas algumas pancadas isoladas de chuva.

Estragos

A chuva dos últimos dias já foi intensa. Além de estragos como em Ipiranga e do tornado registrado entre Cafelândia e Nova Aurora, os índices pluviométricos ficaram acima do esperado em algumas regiões. Somente em cinco dias choveu 215,6 milímetros em Palmas e a média histórica para o mês todo de outubro indica 260 milímetros. Na região de Rio Negro, ocorreram inundações e 12 famílias precisaram deixar as casas.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]