i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
estradas

Pedágio na BR-116 vai subir 16,68% a partir de segunda-feira

Reajuste é bem superior à inflação do ano e foi pressionado, principalmente, por impactos da lei do caminhoneiro. Trecho que será reajustado é o que faz a ligação entre o Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul

  • PorKatia Brembatti
  • 16/12/2016 09:37
Trecho da BR-116 que sela até Santa Catarina: o pedágio fica mais caro a partir de segunda-feira (19) | Daniel Derevecki/Arquivo / Gazeta do Povo
Trecho da BR-116 que sela até Santa Catarina: o pedágio fica mais caro a partir de segunda-feira (19)| Foto: Daniel Derevecki/Arquivo / Gazeta do Povo

Quem usa a BR-116 entre Curitiba e Lages (SC) vai pagar R$ 5,60 de tarifa de pedágio em cada praça, para carros de passeio ou por eixo, a partir de segunda-feira (19). O reajuste autorizado pela Agencia Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) para a Autopista Planalto Sul é de 16,68%. O aumento no pedágio da Régis Bittencourt e da Litoral Sul, outras duas concessionárias que administram rodovias que cortam o Paraná, será no final de dezembro e em fevereiro, respectivamente. Já as tarifas para o sistema paranaense de concessões, o chamado Anel de Integração, foram reajustados em 1º de dezembro.

Vai viajar? Calcule os custos de sua viagem pelas estradas paranaenses

O superintendente da Autopista Planalto Sul, Antonio Cesar Ribas Sass, explicou que vários fatores impactaram o cálculo, levando ao aumento de R$ 0,80 em relação aos valores atualmente praticados. Pelo contrato, a fórmula a ser aplicada anualmente é o Índice de Preços ao Consumidor Ampliado (IPCA), que representou R$ 0,30. Ajustes no cálculo em função de obras novas representaram R$ 0,22. Houve também um desconto, de R$ 0,05, como penalização aplicada pela ANTT, por causa de atrasos em obras.

Mas o principal fator foi a lei do caminhoneiro, representando R$ 0,33 a mais na tarifa. Aprovada em 2015, a legislação aumentou a margem de “perdão” em caso de veículos com excesso de peso, passando de 5% para 10%. Sass alega que não havia, no planejamento de obras de 2016, a destinação de recursos para a recuperação de pavimento. Contudo, em função do excesso de peso, teriam sido aplicados mais de R$ 30 milhões no ano e que, para 2017, um valor semelhante precisará ser desembolsado em obras não previstas. Também outras concessionárias devem ter impacto na tarifa em função da lei do caminhoneiro.

No Paraná, o trecho conta com balanças em Fazenda Rio Grande e Campo do Tenente, que estariam registrando vários casos de caminhões com peso excessivo, que prejudica o pavimento. Contudo, comenta Sass, são as fiscalizações eventuais da Polícia Rodoviária Federal, usando uma balança móvel, que flagram as situações mais abusivas. Caminhões com até 12 toneladas de excesso já foram autuados.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.