Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Cinquenta empresas de vigilância foram autuadas durante a semana como clandestinas e tiveram o auto de encerramento de atividades lavrado pela Polícia Federal (PF) durante a Operação Varredura, deflagrada no Rio Grande do Sul. A ação foi realizada com base em investigações e denúncias e contou com a participação de cem agentes federais, abrangendo a região da Superintendência e das 13 delegacias do interior gaúcho.

Em quatro dias, foram vistoriadas 35 agências bancárias, 70 empresas de vigilância - sendo que 50 foram autuadas como clandestinas e tiveram o auto de encerramento de atividades lavrado - e 30 casas noturnas. As empresas autuadas tem dez dias para recorrer. No Estado, existem 35 mil vigilantes atuando na função, 117 companhias de segurança privada e dez escolas de formação de vigilantes, informou a PF.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]