i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
PR e SC

PF prende 24 pessoas e desarticula quadrilhas de contrabando de cigarro

  • PorKarlos Kohlbach - Gazeta do Povo Online
  • 06/11/2007 15:17

Duas operações da Polícia Federal (PF) - Calcanhar de Aquiles e Vento Sul - foram deflagradas simultaneamente nesta terça-feira no Paraná e em Santa Catarina. Os alvos eram quadrilhas especializadas em contrabando de cigarros produzidos no Paraguai e distribuídos em cidades do dois estados.

Vinte e quatro pessoas foram presas - 12 no Paraná e 12 em Santa Catarina. As ações aconteceram em cinco cidades paranaenses: Foz do Iguaçu (Oeste), Curitiba, Fazenda Rio Grande (região metropolitana), Ponta Grossa e Imbituva (ambas na região dos Campos Gerais). No estado vizinho, os policiais cumpriram mandados em Florianópolis, Criciúma, Cocal do Sul e Içara.

Na capital paranaense, uma pessoa, que não teve o nome divulgado, foi detida em casa. Ela é acusada de vender cigarros e algumas vezes viajava até Foz para comprar a mercadoria. Em Foz do Iguaçu quatro pessoas foram detidas, uma em Cascavel e outras seis em dois municípios: Ponta Grossa e Imbituva.

Por telefone, o delegado federal de Foz do Iguaçu, Renato Lima, que coordenou a operação no lado paranaense, informou que as quadrilhas compravam os cigarros em Foz e, usando barcos, fazem a travessia para o lado brasileiro. "Chegando em território brasileiro, as caixas de cigarro eram levadas aos clientes via rodovias, mas sempre por estradas secundárias. Os principais foram localizados em Fazenda Rio Grande e Criciúma", explicou Lima.

Os agentes da PF apreenderam, de acordo com um balanço parcial, nove veículos - sendo um ônibus -, mais de 350 caixas de cigarro, cerca de R$ 200 em dinheiro e quatro armas. "Em Imbituva foram recolhidas 100 caixas contrabandeadas e em Criciúma 237", disse o delegado.

As investigações sobre as quadrilhas começaram há dois anos e resultaram nas duas operações deflagradas na manhã desta terça-feira - 250 agentes da PF foram envolvidos nas ações.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.