Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

A falsificação de documentos para entrada de estrangeiros nos Estados Unidos levou a Polícia Federal, em parceria com a Embaixada dos EUA em Brasília, a deflagrar nesta terça-feira (15) a "Operação Terra do Nunca", que desmantelou uma quadrilha em Goiânia (GO).

Segundo a investigação, o grupo rotineiramente fornecia documentos fraudulentos aos requerentes brasileiros de vistos, que recebiam instruções de como proceder e então eram enviados à Embaixada em Brasília ou ao Consulado em São Paulo para solicitar o visto.

De acordo com informações da embaixada, os agentes federais prenderam cinco suspeitos ligados a uma agência de viagem na capital de Goiás, supostamente envolvidas com atividades fraudulentas.

"Membros dessa quadrilha são acusados de fornecer documentos fraudados usados por requerentes de visto para os Estados Unidos. Alguns requerentes pagavam até R$ 7,5 mil (cerca de US$ 4,2) pelos documentos", diz o comunicado.

As prisões realizadas nesta terça refletem a cooperação entre o Departamento de Estado dos EUA e a Polícia Federal brasileira para deter grupos responsáveis por fraudes envolvendo vistos para os Estados Unidos.

"A Embaixada dos EUA encoraja todos a denunciarem por e-mail ou por meio do disque-denúncia o mau uso de vistos ou o abuso no processo de solicitação de vistos. Essas fraudes encarecem os serviços consulares, portanto, é do interesse de todos ajudar a prevenir, detectar e eliminar as fraudes", registra a embaixada.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]