i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Violência

PM é morto ao cumprir mandado para retirada de móveis em Jacarezinho

Policial foi atingido entre as placas do colete balístico. Autor do disparo levou seis tiros no peito e está vivo

  • PorRubia Pimenta
  • 15/10/2008 08:29

O soldado César Mendes Rodrigues, de 39 anos, morreu na tarde de terça-feira (14), após um confronto ao dar apoio à Polícia Civil no cumprimento de um mandado judicial. Ele e outros policiais davam cobertura para a mulher do funcionário público Silas Rosa dos Santos, de 49 anos, retirar os móveis de sua casa na Vila Alves, em Jacarezinho, Norte do Paraná.

De acordo com Nelson Gomes, superintendente da 12ª. Subdivisão de Polícia Civil que estava presente na hora do conflito, Silas estava inconformado com a atitude da mulher de pedir a retirada dos móveis na Justiça e tentou impedir a mudança usando uma espingarda de calibre 32. "Ele apontava a arma para os policiais. Nós ordenamos que ele se desarmasse, mas ele se negou. Assim um dos soldados deu um tiro na perna de Silas, que, mesmo caído no chão, realizou um disparo contra o outro soldado", conta.

O tiro atingiu a junção das placas do colete balístico do policial militar. O policial foi levado ao pronto socorro, mas não resistiu aos ferimentos, morrendo por volta das 17h. Durante o confronto, os policiais deram seis tiros no peito de Santos. Ele foi encaminhado ao Hospital Nossa Senhora de Misericórdia, passou por cirurgias, e não corre risco de morrer.

Santos foi preso em flagrante e irá responder processo judicial junto a vara criminal. De acordo com o superintendente, o funcionário público é reincidente. Há cerca de 10 anos, ele teria matado o próprio filho de 15 anos a facadas. O adolescente estava defendendo a mãe (primeira mulher de Santos).

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.