Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

PM prende 13 em ações contra crime organizado no Rio Tamanho do texto? A A A A

O segundo balanço da Polícia Militar (PM) no Rio de Janeiro, divulgado na tarde de desta quarta-feira, mostra que 13 pessoas foram presas nas operações da corporação. Além disso, 13 morreram em confronto com policiais. Três pessoas ficaram feridas, entre eles um agente da PM ficou ferido. Foram apreendidas dez armas e drogas.

O maior número de mortos (8) ocorreu nas comunidades Guaxá e Jardim Floresta, ambas em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. Até agora foram apreendidos: dez armas entre pistolas e revolveres, um fuzil AR-15, uma espingarda calibre 12, uma submetralhadora, uma granada, duas bombas caseiras, cinco litros de gasolina e uma garrafa pet com material inflamável, além de cocaína e maconha ainda não contabilizadas. Uma moto roubada foi recuperada.

Catanduvas

O Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ) autorizou na última terça-feira a transferência de oito presos do Estado para a penitenciária federal de Catanduvas, no Paraná. Segundo o TJ, serão levados Willian Rodrigues Vieira, o "Robocop"; Márcio Aurélio Martinez Martelo, chamado de "Bolado"; e Antonio Jorge Gonçalves dos Santos, o "Tony Senhor das Armas".

Também serão transferidos para o Paraná Wanderson da Silva Brito conhecido como "Paquito"; Roberto Célio Lopes, o "Robertinho do Vigário"; Marcelo Tavares da Silva, o "Marcelo Abóbora"; Claudio Henrique Mendes dos Santos, também conhecido como "Chuca ou Dr. Santos"; e Mauri Alves Ribeiro Filho, o Cocó.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]