Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Um policial militar foi preso na madrugada de ontem em Curitiba por suspeita de participar de roubos a caixas eletrônicos. A Polícia Militar cumpriu o mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça de Castro, nos Campos Gerais.

Um dia antes, três homens, sendo dois policiais militares, foram presos em São Paulo sob suspeita de envolvimento com uma quadrilha que explodia e roubava caixas eletrônicos.

O policial de Curitiba estava lotado no 13.° Batalhão da PM. A corporação informou que, durante buscas realizadas na residência do policial, foram encontradas 29 gramas de maconha. As investigações devem seguir pela Polícia Civil de Castro.

Esta não é a primeira vez em que um policial militar é preso acusado de envolvimento em roubos a caixas eletrônicos no Paraná. No dia 7 de novembro, o Comando de Operações Policiais Especiais (Cope) prendeu 17 suspeitos, entre eles sete policiais. Os PMs criavam falsas ocorrências nas regiões que pretendiam realizar os roubos para desviar o policiamento ostensivo do local.

Empossado há dois dias como secretário da Segurança Pública, Fernando Francischini colocou o combate a esses assaltos como uma das metas de sua gestão. Apesar disso, na última madrugada, outro caixa eletrônico foi explodido durante um roubo na Cidade Industrial de Curitiba (CIC).

No caso de São Paulo, a investigação envolveu a Corregedoria da Polícia Militar e o Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) e começou em abril. Segundo o Deic, os policiais presos monitoravam a comunicação do rádio da PM durante as ações da quadrilha e avisava os comparsas para que fugissem antes da chegada da polícia. A quadrilha também roubava casas.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]