i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
violência

Polícia ouve familiares de vítimas de chacina em Campinas

Os crimes ocorreram após a morte de um policial militar na mesma região

  • PorFolhapress
  • 14/01/2014 10:25

A Polícia Civil começou a ouvir, na manhã de hoje, familiares dos mortos em uma série de ataques na região do bairro Ouro Verde, na periferia de Campinas (93 km de São Paulo). Entre a noite de domingo e a madrugada de ontem, 12 pessoas foram mortas. Os crimes ocorreram após a morte de um policial militar na mesma região.Investigadores estão realizando diligências nesta manhã no bairro Vida Nova, onde cinco pessoas morreram em uma das chacinas registradas.

Na delegacia seccional de Campinas, no centro da cidade, delegados locais estão reunidos com uma equipe do DHPP (Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa), que veio da capital para ajudar nas investigações. Na tarde de hoje, o secretário de Segurança Pública, Fernando Grella Vieira, estará em Campinas, para falar sobre o caso.

Linha de investigação

A Polícia Civil investiga se as mortes foram praticadas por policiais militares. A hipótese é que seria uma retaliação ao assassinato de um colega na mesma região. O PM foi morto a tiros no domingo, às 12h, após reagir a um assalto em um posto de gasolina.

Outra hipótese da polícia é que os crimes sejam motivados por uma briga entre gangues de bairros vizinhos.Os homicídios tiveram características semelhantes: os atiradores passavam de carro e atingiam as vítimas com vários tiros de pistolas.

A primeira chacina ocorreu às 23h20, quando quatro homens foram mortos em uma calçada do bairro Recanto do Sol II.Dez minutos depois, outro dois morreram com tiros na cabeça no bairro Cosmos e no Parque Universitário.

Às 23h40, em Vida Nova, ocorreu outra chacina com cinco vítimas -todos com a mesma característica de tiros na cabeça e nas costas. Outro homicídio ocorreu à 1h40 no bairro Vista Alegre.

Dos 12 mortos, seis tinham passagem pela polícia por crimes como homicídio e roubo de carros. Com nenhum deles, porém, foram encontradas armas ou drogas.

A polícia vê indícios de relação entre as 12 mortes, mas ainda investigará qual seria essa relação. Os indícios são: os horários e os locais, muito próximos uns dos outros, a descrição dos carros e o tipo de arma usado nos crimes.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.