i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Violência

Policial é morto após explosão de agência bancária no interior de SP

A base policial foi atacada para evitar eventual perseguição aos criminosos

  • PorAgência Estado
  • 28/06/2013 10:16

Um policial militar foi morto com um tiro de fuzil durante ataque à base da Polícia Militar por assaltantes de bancos, na madrugada desta sexta-feira (28), em Conchas, a 176 km de São Paulo. Os bandidos explodiam simultaneamente dois caixas numa agência bancária da cidade. A base policial foi atacada para evitar eventual perseguição aos criminosos. Foram disparados mais de vinte tiros contra a viatura policial que estava na frente da base e contra o prédio.

Um tiro de fuzil atravessou a janela e atingiu o cabo Antonio Vieira Machado Neto, de 45 anos, que estava de plantão. A bala entrou pelas costas, quando o policial tentava se proteger dos disparos. Ele morreu na hora. Depois de explodir e roubar dois caixas numa agência da rua Ceará, no centro da cidade, o bando fugiu. A PM montou um cerco na região, mas não tinha pistas dos assaltantes.

O cabo era policial na cidade havia 18 anos. Foi o segundo roubo a bancos este ano em Conchas. No dia 22 de março, cinco caixas foram explodidos em duas agências locais. Em pequenas cidades do interior, mais de trinta agências foram explodidas por quadrilhas desde o início do ano.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.