i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Rio de Janeiro

Presa mais uma integrante de bando que fraudava passagens aéreas

  • PorAgência Estado
  • 25/09/2008 17:19

A polícia do Rio prendeu nesta quinta-feira (25) Samanta de Almeida Rama, de 41 anos, acusada de integrar uma quadrilha que provocou prejuízo de mais de R$ 1 milhão a uma companhia aérea ao vender passagens pela metade do preço usando dados de cartões de crédito furtados. No mês passado, outras três pessoas do bando foram presas. Segundo a polícia, entre os clientes da suposta agência de viagem estão profissionais liberais e jogadores de futebol. Samantha foi presa em sua casa em Itaipu, região de Niterói. Lá, a polícia apreendeu computadores e agendas com anotações da quadrilha.

De acordo com os policiais da Delegacia de Roubos e Furtos, entre as falcatruas de Samantha está a venda, na véspera da final da Copa do Brasil, de passagens falsas para jogadores do Corinthians. A quadrilha usava dados de cartões de créditos roubados por frentistas de postos de gasolina para pagar as passagens e cobrava até 50% dos clientes. Quando o titular do cartão de crédito percebia no extrato a compra da passagem, ela era cancelada e a empresa aérea, lesada. A fraude foi descoberta depois de a polícia deter sete passageiros que compraram essas passagens e deram informações de quem as vendeu, em março deste ano.

Os investigadores informaram que, apesar de a maioria dos clientes da suposta agência não saber do estelionato, na hora da emissão do bilhete estava impresso o valor real da passagem e não o que havia sido pago. No ano passado, segundo da DRF, a WebJet teve prejuízo de mais de R$ 1 milhão. No mês passado, com a prisão dos três primeiros acusados, e empresa confirmou ter feito a denúncia à polícia e ter colaborado com as investigações. Até o fim da noite desta quinta-feira (25), a reportagem não havia conseguido contactar a assessoria do Corinthians.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.