Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

A greve dos professores da rede municipal foi suspensa. O Sindicato dos Servidores do Magistério Municipal de Curitiba (Sismmac) decidiu nesta segunda (17), em Assembleia na Praça Nossa Senhora de Salete, pela volta às aulas terça-feira (18). O sindicato aceitou suspender a paralisação e continuar negociando as reivindicações da categoria com a prefeitura, mas manteve o estado de greve.

Os principais pontos pedidos são a contratação de novos professores, o enquadramento dos atuais funcionários no novo plano de carreira proposto pela prefeitura de Curitiba e a jornada de trabalho das escolas de 6.º ao 9.º ano.

A Secretaria de Educação informou que a elaboração do novo plano de carreira deve ficar pronta até o fim do primeiro semestre. A prefeitura garantiu que o novo enquadramento será determinado por tempo de serviço e trajetória de carreira do servidor, como queriam os professores. O município ficou de analisar a inclusão dos aposentados nesse novo enquadramento e promete consultar o Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Curitiba (IPMC) para dar uma resposta aos professores em até 15 dias.

Sobre as contratações, Secretaria de Educação reiterou que pretende aumentar o quadro de professores. A prefeitura fez no último domingo (16) um concurso público para contratar 140 professores. A homologação deles deve ocorrer até maio, quando serão incorporados à rede municipal.

"A prefeitura assumiu conosco o compromisso de mais contratações. Em 20 dias faremos uma nova assembleia para definir se terminamos definitivamente com a greve", disse Andressa Fochesatto, diretora do Sismmac.

Jornada

A prefeitura informou que a solicitação de mudança na jornada de trabalho de hora-relógio para hora-aula ainda depende de consulta à Procuradoria Geral do Município (PGM). A jornada em hora-aula para os professores de docência II (que dão aula do 6.º ao 9.º ano do Ensino Fundamental) reduziria a carga horária de 20 pra 18 horas semanais, o que não está prevista no Estatuto do Magistério.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]