Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O Projeto Nacional de Banda Larga (PNBL), criado em 2010, pretendia levar o acesso à internet a 35 milhões de residências pelo custo de R$ 35, com conexão de 1 Mbps até o fim de 2014. Segundo relatório da Comissão de Ciência, Comunicação e Informática (CCT) do Senado, apenas 60% da meta foi cumprida. No site do PNBL consta que todos os municípios do Paraná teriam acesso à internet, mas na prática isso não funciona.

No primeiro semestre, o então ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, falou de uma nova meta, de atingir 95% da população com banda larga de 25 Mbps até 2018. Tramita no Senado um projeto de lei (431/2014) que passa a considerar a banda larga como serviço essencial, passando a União a assegurar sua existência, universalização e continuidade.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]