i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Censo 2010

Recenseadores querem saber de pagamento

Falta de informação sobre datas e valores das remunerações incomoda os trabalhadores. Supervisores devem esclarecer dúvidas

  • PorAgência Estado
  • 14/09/2010 21:08

Funcionários contratados para fazer a coleta de dados do Censo 2010 reclamam da falta de informação sobre datas de pagamento e sobre o valor das remunerações. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os supervisores de cada área de trabalho devem dar essas orientações, mas alguns recenseadores afirmam que já concluíram parte da pesquisa e ainda não sabem o valor que será depositado em suas contas bancárias.

Para os responsáveis pelo Censo, os funcionários são atraídos pelas estimativas de remuneração e ficam decepcionados quando encontram casas vazias ou domicílios com poucos moradores – o que reduz o valor pago. Cada funcionário fica responsável por um setor com cerca de 300 domicílios. Quanto maior o número de habitantes nessa área, maior é a remuneração.

Recenseadores afirmam que esperavam pagamentos entre R$ 800 e R$ 1,6 mil por setor, mas recebem remunerações inferiores ou só descobrem o valor quando o depósito é feito. Eles dizem ainda que há atraso no depósito dos salários.

Jaqueline do Nascimento terminou a coleta de dados em um setor no Rio de Janeiro há uma semana, mas ainda não foi remunerada e não sabe quanto vai receber. "Não me passaram nenhuma informação sobre o cálculo dos valores. Para mim, vai ser uma surpresa quando o dinheiro for depositado", conta.

O IBGE explica que 50% da remuneração é feita 48 horas depois que os supervisores de cada área fazem uma revisão dos dados, com o objetivo de corrigir erros. O restante do pagamento – com o desconto dos encargos trabalhistas – acontece em até 15 dias, após nova verificação.

Dinheiro no bolso

A base de cálculo que privilegia os setores com maior número de habitantes por domicílio, no entanto, rendeu bons frutos a alguns pesquisadores. Hedes Eugênio de Oliveira completou um setor com 450 residências e 1,2 mil moradores há 10 dias e já recebeu metade do pagamento. De acordo com suas contas, a remuneração total deve chegar a R$ 1,7 mil.

Ciente das fórmulas usadas para o cálculo da remuneração, o professor de Geografia criou uma planilha para acompanhar o valor a que teria direito ao fim de cada etapa de trabalho. "Já comecei a fazer a coleta de dados em mais um setor e sei que posso ganhar até R$ 2 mil, dependendo do número de pessoas que vivem nas casas e apartamentos daquela área", afirma.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.