i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Rio Grande do Sul

Reitor da Federal de Pelotas é condenado à prisão por licitação irregular

  • PorFolhapress
  • 24/05/2012 11:47

A Justiça Federal condenou o reitor da Universidade Federal de Pelotas à perda do cargo e detenção em regime semiaberto devido a irregularidades em uma dispensa de licitação.

Pela sentença, Antonio César Borges deverá ficar detido por quatro anos e seis meses e ainda precisará pagar uma multa de R$ 34,5 mil. Um professor da universidade que também foi acusado acabou absolvido.De acordo com a Justiça, o reitor permitiu que uma clínica privada, responsável pelos serviços de terapia renal da Santa Casa do município, passasse a usar as instalações da universidade federal.

A medida, diz a ação, contrariava um parecer da procuradoria da própria instituição de ensino. A sentença foi publicada na última terça-feira.Em nota divulgada ontem, Borges disse que priorizou a vida de "dezenas de pacientes com hemodiálise" ao transferir os serviços para a universidade. Com a atitude, afirma, eles tiveram melhores condições de atenção médica.

O reitor também disse que não poderia fazer licitação devido às circunstâncias e que iria tomar medidas "cabíveis" quanto à sentença assim que fosse notificado.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.