i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Curitiba

SAS irá atender no Hospital da Cruz Vermelha

  • PorRafael Waltrick
  • 05/08/2013 21:06
Hospital da Cruz Vermelha: cerca de 500 pacientes por dia | Aniele Nascimento/Gazeta do Povo
Hospital da Cruz Vermelha: cerca de 500 pacientes por dia| Foto: Aniele Nascimento/Gazeta do Povo

114 mil servidores civis efetivos, aposentados, pensionistas e dependentes de Curitiba, Região Metropolitana e Litoral são atendidos pelo Sistema de Assistência à Saúde (SAS).

O Hospital da Cruz Ver­melha de Curitiba, localizado na Avenida Vicente Machado, no Batel, irá assumir temporariamente o atendimento do Sistema de Assistência à Saúde (SAS), destinado aos servido­res públicos estaduais do Pa­ra­ná. O anúncio foi feito na tarde de ontem pela Secretaria de Estado da Administração e Previdência.

O serviço era prestado desde 2011 pelo Hospital da Polícia Militar (HPM), mas foi alvo neste ano de uma série de críticas e manifestações de servidores públicos por causa do atendimento precário realizado no local – alguns setores da PM também já haviam se manifestado contra a escolha do hospital. O governo do estado, então, anunciou um pregão para escolher a nova instituição.

No entanto, no início de junho, o pregão acabou suspenso porque a única empresa interessada, o Hospital Evangélico, não apresentou a documentação necessária por completo. Assim, o governo do estado optou por uma contratação emergencial de seis meses até que uma nova licitação seja feita.

O atendimento segue no Hospital da Polícia Militar até 19 de agosto. A partir do dia 20, o Hospital da Cruz Vermelha assume o SAS pelo período emergencial.

No Cruz Vermelha, o servidor será atendido com a apresentação da carteira de identidade. Um telefone 0800 ainda será disponibilizado, assim como a possibilidade de marcação de consultas pela internet.

Estrutura

O Hospital da Cruz Vermelha recebe em torno de 500 pacientes por dia, volume que deverá dobrar com a entrada dos servidores estaduais. Um prédio próximo à sede do hospital, na Avenida Vicente Machado, está sendo reformado para concentrar o atendimento ambulatorial aos beneficiários do SAS. Com a mudança, o espaço preparado anteriormente para este tipo de atendimento, localizado no prédio anexo à Paraná Previdência, será destinado exclusivamente à perícia médica.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.