Após 16 dias sem registrar diminuição no nível de água, o Sistema Cantareira, responsável pelo abastecimento de 5,4 milhões de pessoas, voltou a cair. Segundo o boletim da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) desta quarta-feira (10) o manancial em crise perdeu 0,1 ponto porcentual, passando de 20,2% para 20,1%. Todos os outros cinco reservatórios também tiveram diminuição no nível de água.

O Alto Tietê caiu de 21,5% para 21,3%. A Represa Guarapiranga, na zona sul de São Paulo, que abastece mais pessoas do que o Cantareira - 5,8 milhões de habitantes -, perdeu 0,3 ponto porcentual, atingindo a marca de 78%. Já são 24 dias seguidos de queda na represa que, hoje, abastece clientes da Sabesp que antes eram atendidos pelo Cantareira.

No Alto Cotia, a redução foi 66,4% para 66,2%. O reservatório Rio Grande, localizado em um dos braços da Represa Billings, manancial considerado pelo governo do Estado como “a grande caixa d’água” da Grande São Paulo, caiu de 91,4% para 91,2%. Já no Rio Claro, o nível passou de 55,2% para 54,7%.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]