Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Motoristas e cobradores de ônibus fizeram um protesto na Praça Rui Barbosa em favor de mudanças na convenção coletiva da categoria | André Rodrigues / Agência de Notícias Gazeta do Povo
Motoristas e cobradores de ônibus fizeram um protesto na Praça Rui Barbosa em favor de mudanças na convenção coletiva da categoria| Foto: André Rodrigues / Agência de Notícias Gazeta do Povo

Cerca de cem pessoas participaram de um protesto promovido pelo Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc) na Praça Rui Barbosa, no Centro, nesta quinta-feira (15). A mobilização começou às 15h e durou cerca de uma hora. O funcionamento do transporte coletivo e o trânsito no local não foram afetados.

A reivindicação do sindicato é a mudança na convenção coletiva da categoria em dois pontos: o fim do desconto dos assaltos e o fim da dupla função dos motoristas que dirigem micro-ônibus. De acordo com a convenção coletiva, o valor roubado durante assaltos a ônibus é descontado no salário dos profissionais. Quanto à dupla função, de acordo com o Sindimoc, cerca de 900 motoristas atuam também como cobradores.

Outro lado

Em nota, o Sindicato das Empresas de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana (Setransp) afirmou que está tentando resolver a questão da dupla função e que enviou uma proposta à Urbs para que esses veículos aceitam apenas pagamento com o cartão transporte. Em relação à reivindicação pelo fim do desconto dos assaltos, o Setransp afirma que vai continuar cumprindo a convenção coletiva da categoria.

Eleições

As eleições para a escolha da nova presidência do Sindimoc podem acontecer na próxima segunda-feira (19). Quatro chapas estão na disputa pelo cargo. Durante a mobilização da tarde desta quinta-feira (15), a chapa número quatro marcou presença, dando um tom de debate político ao protesto.

Isso porque a eleição está ameaçada de não acontecer. A chapa número quatro entrou com um recurso na Justiça pedindo que o pleito seja realizado entre setembro e outubro deste ano.

De acordo com o estatuto original do sindicato, as eleições devem acontecer entre 30 e 60 dias antes do final do mandato atual, que termina no dia 10 de novembro. "Mas nós optamos por fazer uma alteração no estatuto para que as eleições do sindicato não fossem contaminadas pelo processo eleitoral de outubro", explica o atual presidente do Sindimoc, Anderson Teixeira, que pertence a chapa dois da disputa.

A chapa da atual administração aguarda uma decisão de um recurso para conseguir realizar as eleições na segunda-feira (19).

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]