Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Quase metade das informações sobre processos que tramitam em tribunais, varas e outros órgãos do Judiciário pode ser acessada por meio da Central Nacional de In­­formações Processuais e Ex­­traprocessuais (Cnipe), no portal do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) na internet, em menos tempo e com custos mais baixos. As informações são da Agência Brasil.

O objetivo do projeto lançado ontem pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e pelo CNJ é "reduzir o custo Brasil, a burocracia, e assegurar mais cidadania" aos que precisam usar os serviços da Justiça, informou o presidente do STF, o ministro Cezar Peluso.

O acesso a cerca de 40% das informações existentes no Judiciário está disponível para os estados de São Paulo, Santa Catarina, Alagoas, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul, Amazonas e no Distrito Federal. "O instrumento assegura o acesso a informações que hoje podem demorar até um ano para serem conseguidas pelo público", disse o ministro.

O banco de dados permitirá consultar a situação de imóveis, a regularidade de propriedade, o estado civil dos cidadãos entre outras informações.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]