i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Na praça

Suspeito pela morte de preso é detido ao ir pagar conta no Centro de Curitiba

O suspeito também é investigado por dois outros homicídios. Polícia recebeu a informação de que ele estaria na Praça Carlos Gomes e montou uma operação composta por dez policiais

  • PorPatricia Pereira
  • 20/09/2012 16:47

O suspeito de matar um ex-colega de cadeia foi preso na tarde de quarta-feira (19), no Centro de Curitiba. Ele confessou o crime à polícia, que o investiga por outros dois homicídios. O homem foi apresentado à imprensa nesta quinta-feira (20).

Ele mora na região do Tatuquara e teria ido ao Centro da cidade para pagar algumas contas. A polícia recebeu a informação de que ele estaria na Praça Carlos Gomes e montou uma operação composta por dez policiais da Delegacia de Homicídios para prendê-lo. "Nossa preocupação era por ser um local de muito movimento e se ele estivesse armado poderia gerar uma troca de tiros", disse o delegado Cristiano Quintas.

Os policiais cercaram a praça por volta das 13h30 e prenderam o suspeito às 15 horas, aproximadamente. "Chegamos bem perto dele e o seguramos para não dar tempo de ele sacar a arma", contou Quintas. Apesar disso, o suspeito esboçou uma fuga, mas logo foi contido.

O homem confessou ter matado Antonio Ruggero Bertuletti, conhecido como Tony, de 32 anos, em abril, no Uberaba, e alegou legítima defesa, segundo a polícia. O delegado informa que os dois tinham brigado dentro da cadeia e combinado de acertar as contas quando estivessem livres.

Ele cumpriu parte da pena pelo crime de roubo, mas saiu em liberdade provisória e não voltou mais, explicou o delegado. O suspeito estava foragido deste abril de 2011. Contra ele também havia dois mandados de prisão por roubo e porte ilegal de arma.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.