A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) suspendeu a partir de hoje a comercialização de 65 planos de saúde de 16 operadoras por desrespeito aos prazos máximos de atendimento e por negativas indevidas de cobertura. O 11.º ciclo do Programa de Monitoramento da Garantia de Atendimento recebeu 12 mil reclamações. As operadoras que negaram cobertura também podem receber multa de R$ 80 mil A R$ 100 mil.

Desde o início do monitoramento, 1.017 planos de 142 operadoras já tiveram as vendas suspensas. Outros 847 planos voltaram ao mercado após melhorias no atendimento. Das 16 operadoras com planos suspensos neste novo ciclo, 14 já tinham planos em suspensão no ciclo anterior.

A medida é preventiva e dura até a divulgação do 12.º ciclo, em período de três meses. ANS informou ainda que os planos de saúde que tiveram um melhoria no atendimento ao usuário nos últimos três meses serão reativados. Ao todo, 81 planos estão autorizados a voltar à atividade. Entre eles, estão contratos da Nossa Saúde e da Assefaz, com atuação no Paraná.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]