i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
aumento “salgado”

Tarifa de ônibus “domingueira” sobe 66% em Curitiba a partir de segunda (1º)

Novo valor será de R$ 2,50, ante os R$ 1,50 pagos anteriormente. Mesmo aumento e valor valem também para a linha Circular Centro

  • PorDiego Ribeiro
  • 29/01/2016 14:16
 | Giuliano Gomes/Tribuna do Paraná/Arquivo
| Foto: Giuliano Gomes/Tribuna do Paraná/Arquivo

Na esteira do aumento de 12,12% da tarifa de ônibus “normal” em Curitiba, a Urbs também anunciou, em entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira (29), o aumento da tarifa cobrada aos domingos, a “domingueira”, de R$ 1,50 para R$ 2,50, um reajuste de 66,66%. O valor também é válido para os ônibus da linha Circular Centro. Ambos os reajustes passam a valer a partir de 1º de fevereiro.

Outra linha que sofrerá reajuste é a Turismo, que percorre os principais pontos turísticos da capital paranaense. Para utilizá-la, a partir da próxima semana o usuário passará a desembolsar R$ 40, ao invés dos R$ 35 pagos anteriormente, o que representa um aumento de 14,29%.

Saiba como carregar o cartão-transporte antes do aumento e economizar no ônibus

Leia a matéria completa

Segundo informou a Urbs, ainda poderá haver novo reajuste na tarifa “normal” nos próximos dias, dependendo da negociação salarial entre trabalhadores e empresas do sistema. A database da categoria também ocorre em 1º de fevereiro e o Sindimoc, que representa os motoristas e cobradores de Curitiba, não aceitou a proposta feita até agora dos empresários. Os patrões ofereceram a reposição da inflação pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), bônus de R$ 380 em uma só parcela e R$ 45 de aumento no cartão-alimentação. A categoria tem assembleia marcada na próxima segunda, às 20 horas, para definir rumos da negociação.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.