i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Syngenta

Tiros em rede elétrica deixam invasores e sitiantes sem energia

  • PorOsmar Nunes
  • 18/05/2007 19:48
Antonio Márquez é considerado o melhor bailarino de flamenco da atualidade | Divulgação/Verinha Walflor
Antonio Márquez é considerado o melhor bailarino de flamenco da atualidade| Foto: Divulgação/Verinha Walflor

Guairaça – A rede de energia elétrica que passa pela Fazenda Videira, nos municípios de Guairaçá e Terra Rica (Noroeste do estado), onde há um acampamento do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST), foi atingida por tiros na madrugada de ontem. Segundo a Copel, 298 consumidores ficaram sem luz por quase duas horas. O problema só foi totalmente solucionado por volta do meio-dia, quando o "apagão" ainda atingia 48 ligações. Os responsáveis pelo vandalismo não foram identificados.

O MST informou que alguns integrantes ouviram disparos e um clarão, por volta da meia-noite. O movimento afirma que a intenção dos vândalos era cortar a energia do acampamento. Policiais e funcionários da Copel foram ao local do incidente ontem pela manhã. O sargento da Polícia Militar em Guairaça, José Carlos Batista Magalhães, informou que perto do posto foram encontrados 16 estojos (cartuchos) de calibre 12 deflagrados e um intacto, além de dois projéteis de carabina calibre 357. Os policiais verificaram rastros de duas pessoas.

A Copel disse que os tiros atingiram dez isoladores, três chaves de distribuição e um cabo de 70 milímetros da rede. As cidades próximas não foram afetadas pelo "apagão", apenas a zona rural.

Outros tiros foram disparados na Fazenda Videira no dia 10 de março, quando pistoleiros tentaram expulsar os sem-terra. O bando foi preso e três integrantes do movimento ficaram feridos levemente pelos disparos. A fazenda está ocupada desde 6 de março, quando cerca de 200 famílias do MST acamparam na sede da propriedade e passaram a reivindicar a área de 1.231 hectares.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.