Os bombeiros resgataram a vítima na gruta. | Divulgação
Os bombeiros resgataram a vítima na gruta.| Foto: Divulgação

Um passeio de fim de semana acabou em tragédia no Litoral. Um rapaz, O.D.C.*, de 22 anos, foi morto em uma gruta da Praia dos Amores, atrás do Morro do Boi, em Caiobá. A namorada dele, M.P.L., de 23, que foi estuprada e baleada, está internada no Hospital Regional do Litoral, em Paranaguá, em estado grave. Os dois são de Curitiba.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, que fez o resgate da moça e do corpo do rapaz, o casal estava em uma trilha no Morro do Boi na tarde de sábado (31) e pretendia chegar à Praia dos Amores. Na trilha eles teriam pedido informações a um desconhecido, que se ofereceu para levá-los até a praia. A moça teria contado aos bombeiros que, chegando à gruta na praia, por volta das 17h30, o agressor teria tentado abusar sexualmente dela. O namorado tentou defendê-la e levou um tiro no peito. A moça foi atingida por dois tiros nas costas (um deles atingiu sua coluna) e ficou caída no local, enquanto o agressor fugiu.

Depois de um tempo, segundo relatos da própria vítima aos bombeiros, perto das 21 horas, o agressor voltou até o local do crime e violentou-a. Bodan Denzuk, tio do rapaz, disse que ele era estudante de Direito, e que ela também é estudante, mas não deu maiores informações sobre o casal.

A Praia dos Amores só pode ser acessada por uma trilha que começa no Morro do Boi, localizado no fim da praia Mansa de Caiobá.

Buscas e resgate

Apesar de o crime ter ocorrido no sábado (31), os dois só foram localizados na tarde de domingo.

Segundo o tenente Santos, do Corpo de Bombeiros, a família do rapaz - que também estava no Litoral - ligou para a corporação comunicando o desaparecimento do casal na manhã deste domingo. Com a informação de que eles poderiam estar perdidos no Morro do Boi, os bombeiros iniciaram as buscas. O pai do jovem, com a ajuda de um vendedor ambulante, foi quem encontrou o casal no morro.

Por volta das 13h30 a jovem foi encontrada e levada de barco para a Praia Mansa de Caiobá, e, depois, de ambulância para o Quartel dos Bombeiros de Matinhos. Próximo às 16 horas, ela foi encaminhada para o Hospital Regional do Litoral, em Paranaguá, em estado grave, de helicóptero. A suspeita era de que os disparos tivessem ocasionado perfuração no pulmão.

Segundo Luciana Sales, diretora administrativa do Hospital Regional do Litoral, em Paranaguá, a jovem deu entrada às 17 horas e seguiu para o centro cirúrgico. Depois da operação para a retirada de uma bala, que terminou por volta das 21h30, a moça foi levada para a UTI. O estado dela é grave, mas estável. Ela respira com a ajuda de aparelhos.

Um novo boletim médico sobre o estado de saúde da paciente deve ser divulgado às 10 horas desta segunda-feira (2), segundo Luciana.

Investigações

De acordo com o delegado Tadeu Belo, de Matinhos, as investigações já foram iniciadas, e a moça teria descrito o suspeito antes de dar entrada no hospital. O homem aparentaria ter entre 28 anos e 30 anos, aproximadamente 1,75 metro de altura, seria moreno claro, com cabelo "ralo", meio calvo e rosto redondo. Ainda não havia pistas sobre o suspeito. "Já ouvimos os familiares do rapaz e estamos investigando o caso", disse o delegado.

Especula-se, no entanto, que o casal tenha sido atacado por dois, e não apenas um homem, e que ambos teriam perseguido o casal e cometido os crimes.

* Para preservar a identidade das vítimas, seus nomes foram abreviados.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]