i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Réveillon

Um milhão recebe o ano no Litoral

Segundo a PM, o número bateu o recorde do ano anterior, de 800 mil visitantes. As areias ficaram lotadas de turistas, que receberam 2009 em meio ao foguetório

  • PorAna Letícia Genaro e Carlos Coelho
  • 01/01/2009 21:14
As areias de Caiobá ficaram lotadas de veranistas durante a virada | Fotos: Jonathan Campos/Gazeta do Povo
As areias de Caiobá ficaram lotadas de veranistas durante a virada| Foto: Fotos: Jonathan Campos/Gazeta do Povo

Movimento

Tempo instável e praia lotada no primeiro dia do ano

O ano de 2009 começou com muito movimento nas praias do Litoral paranaense. De manhã o sol apareceu entre nuvens, o que fez com que milhares de veranistas lotasses as praias. Nas areias, quem veio passar o réveillon aproveitou o dia de temperatura amena, para descansar.

Por volta das 14h, no entanto, uma chuva forte começou a cair, o que fez muita gente voltar para casa. Choveu por menos de uma hora, o suficiente para algumas ruas em Matinhos ficarem cheias de água, que escoou pouco tempo depois de cessar a chuva.

O trânsito na cidade, que já era lento antes da chuva, piorou. Grande parte das ruas paralelas à beira mar, que está fechada desde quarta-feira (31), permaneceram congestionadas até o fim da tarde. (ALG e CC)

  • Em Guaratuba, oito toneladas de fogos marcaram a chegada de 2009
  • Oferendas ao mar: Um grupo vindo de Ponta Grossa decidiu aproveitar o réveillon para lançar as tradicionais oferendas para Iemanjá – rainha do mar pela tradição afro-brasileira. Formado por 18 pessoas, o conjunto colocou em um barco em miniatura, lançado da Praia Mansa em Caiobá (Matinhos), diversos objetos, de flores a perfumes.

Matinhos - Os veranistas que escolhereram o Litoral do estado para passar a virada de ano encontraram um movimento atípico nos municípios litorâneos, acima dos anos anteriores. De acordo com dados da Polícia Militar (PM), as praias paranaenses receberam cerca de um milhão de visitantes neste réveillon.

O número é superior aos quase 800 mil visitantes no ano passado e entre os fatores que impulsionaram o movimento estão as enchentes em Santa Catarina. "Sem dúvida este foi um fator que aumentou o número de nossos turistas. Muitas pessoas que iriam para lá, resolveram mudar o roteiro", diz o Major Douglas Dabul, subcomandante da Operação Verão.

A família da empresária Zeli Carneiro Procópio, 55, foi uma das que trocaram as praias catarinenses pelas paranaenses. Acostumado a passar a virada de ano em Balneário Camboriú, o grupo, vindo de Curitiba, desta vez optou por Caiobá (Matinhos). Um dos motivos para a escolha, conta a empresária, foi a sujeira na água do mar na praia catarinense – reflexo do excesso de chuvas em novembro.

Fogos e comemorações

O tempo bom contribuiu para o espetáculo da queima de fogos – que durou cerca de quinze minutos em Caiobá e Guaratuba e aproximadamente quatro minutos nos balneários de Pontal do Paraná – ficar ainda mais bonito. Só em Guaratuba, foram oito toneladas de fogos, que puderam ser apreciados até por quem estava em Caiobá. A família Saccarello, de Assunção (Paraguai) escolheu o ponto mais alto de Caiobá para assistir ao show de luzes e cores no céu. "Aqui de cima a gente consegue ver os dois show, de Guaratuba e Caiobá. Depois a gente desce para comemorar perto do mar", conta Alessandra de Saccarello, dona de casa, 40 anos.

Na hora de colocar em prática os rituais de boas-vindas ao novo ano, a tradição e a originalidade dividiam as areias do Litoral. O casal de Guaíra que passou a virada do ano em Caiobá, Marcos Twardowski, segurança, e Vanessa Twardowski, auxiliar administrativa, escolheu um ritual nada comum para trazer as boas energias a 2009: abraçar uma árvore. "Apesar de parecer estranho, quando abraçamos a árvore sentimos a energia da natureza. Isso nos fortalece e o ano todo passamos bem", conta o segurança, que há sete anos segue a mesma tradição.

Já a empresária Priscila Hernaski, 30 anos, preferiu uma forma tradiciona – à meia-noite, foi para a água pular as sete ondas. "Sempre venho ao mesmo local em todas as viradas. Pulo as ondas como forma de esperar que o mar traga as coisas boas para o próximo ano e que as ondas levem as coisas negativas", conta.

Ocorrências

Mesmo com movimento 20% maior em relação ao ano passado, a passagem de ano foi classificada como tranquila pela PM. "Foi um saldo extremamente satisfatório. Apesar do grande número de pessoas que vieram ao Litoral, não registramos quase nenhum incidente grave", diz o Major Adonis . A polícia não havia fechado, até o fim desta edição, o número completo de atendimentos.

A ocorrência mais séria envolveu um homicídio na Ilha do Mel (leia ao lado), segundo o Major. Um jovem de 22 anos teria assassinado a facadas um outro jovem. O suspeito está preso em Paranaguá e a vítima ainda não foi identificada pela polícia.

Até mesmo os tradicionais problemas com fogos de artifício tiveram índices reduzidos. De acordo com a Polícia Militar, apenas um caso de acidente desse tipo foi registrado em todo o Litoral Paranaense. No Posto de Atendimento 24 horas, em Matinhos, no Pronto Socorro de Guaratuba e no Hospital Regional do Litoral, em Paranaguá, nenhum atendimento por lesão com fogos foi realizado.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.