i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Dia das Crianças

Veículo blindado da PM é usado para brincadeiras no Rio

  • PorAgência Estado
  • 11/10/2008 13:11

O veículo blindado da Polícia Militar (PM), conhecido como Caveirão, que é usado em operações contra traficantes de drogas em favelas da cidade, foi usado neste sábado (11) para brincadeiras de criança no pátio do 22º Batalhão da corporação, no Complexo de Favelas da Maré, na zona norte do Rio de Janeiro.

Na véspera do Dia da Criança, o 22º Batalhão abriu os portões para um evento de cidadania e cultura, com direito distribuição de lanches. A Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal apresentou números clássicos e um grupo de bailarinas mirins dançou o Lago dos Cisnes. Estamos levantando uma bandeira de paz para mostrar população que segurança pública não é apenas ação policial", disse o secretário estadual de Segurança Pública, José Mariano Beltrame.

Segundo ele, durante muito tempo, o cidadão do Rio de Janeiro ficou longe do serviço que o estado deveria apresentar a ele. "A gente, de uma certa forma, tenta resgatar isso. Temos que mostrar que segurança pública também se faz ao som de um violino resumiu o secretário.

O projeto Batalhão Cidadão tem a parceria das secretarias de Saúde, Assistência Social e Cultura. Os moradores podem, por exemplo, tirar documentos como carteira de identidade e de trabalho; obter orientações jurídicas e de defesa do consumidor; medir a pressão arterial e taxa de glicose, fazer exame oftalmológico e ainda receber doses de vacina tríplice e contra rubéola. Há ainda corte de cabelo e atendimento odontológico para crianças.

A dona de casa Josilene Marques, de 52 anos, levou os quatro filhos para o evento. Enquanto os dois maiores tiravam a carteira de identidade, os menores cortavam o cabelo. Ela aproveitou para fazer o exame oftalmológico e ganhou os óculos. A gente, como é muito humilde, precisa dessa atenção. Eu acho que deveria ter sempre essa atividade para ajudar os moradores das comunidades carentes, disse Josilene.

Foi a terceira edição do projeto Batalhão Cidadão. A primeira, em julho, reuniu cerca de 4 mil moradores de comunidades no entorno do 14º Batalhão, em Bangu. Na segunda, no 16º Batalhão, em Olaria, foram registrados cerca de 3.500 atendimentos nas tendas.

De acordo com Beltrame, mais uma ação como essa deve ser realizada até o final do ano, em outro batalhão da cidade.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.